Ultimas Noticias

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

De vítima a ré: Polícia indicia Patrícia Lelis por falsa acusação contra Marco Feliciano

A polêmica envolvendo o deputado federal Marco Felicianoe a estudante de jornalismo Patrícia Lelis, de 22 anos, moradora de Brasília (DF), ganha mais um "capítulo". Segundo matéria divulgada no jornal SBT Brasil na quinta, dia 18 de agosto, a Polícia Civil de São Paulo estaria seguindo uma nova linha de investigação sobre a acusação de que o parlamentar teria cometido assédio sexual e tentativa de estupro contra a jovem. Segundo o delegado responsável pelo caso em SP, Luiz Roberto Hellmeister, em entrevista ao telejornal, Patrícia Lelis sofre de mitomania, uma condição mental que faz a pessoa mentir compulsivamente.

A polícia paulista está usando imagens de câmeras de vigilância e novos depoimentos para contrapor a acusação da estudante de que teria sido vítima de cárcere privado em São Paulo, sob os cuidados do assessor de Marco Feliciano, Talma Bauer, entre os dias 30 de julho e 5 de agosto. Um dos vídeos obtidos pelos investigadores mostra Patrícia conversando com o assessor de forma descontraída no lobby do mesmo hotel.

Quem também ajudou a contrapor a versão da jovem foi o ex-namorado dela, Rodrigo Simonsen. Ele prestou depoimento ao delegado Luiz Hellmeister e contou que no período citado pela ex-namorada, eles ficaram juntos por quatro noites na capital paulista e não teriam encontrado com Talma Bauer em momento algum.

O responsável pela investigação revela ainda ao SBT Brasil que a estudante de jornalismo teria sido diagnosticada com mitomania em 2015, após ter feito outra denúncia de estupro à polícia em Brasília. Ainda segundo o delegado, Patrícia Lelis está sendo indiciada por falsas acusações e tentativa de extorsão.

Revista Encontro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.