Ultimas Noticias

sábado, 11 de junho de 2016

Pesquisadora contrai zika durante experimento nos EUA, diz mídia

Uma pesquisadora de um laboratório dos Estados Unidos voltou ao trabalho depois de contrair o vírus da zika se furando com uma agulha durante um experimento no mês passado, informou a rede de televisão norte-americana ABC News.

Não existe vacina nem tratamento para o zika, que é um primo próximo de doenças como dengue e chikungunya e que causa febre amena, irritações cutâneas e vermelhidão nos olhos. Cerca de 80% das pessoas infectadas não apresentam sintomas.

A pesquisadora não identificada da Universidade de Pittsburgh se contaminou em 23 de maio e exibiu sintomas no dia 1º de junho, retornando ao trabalho cinco dias depois, quando não tinha mais febre, noticiou a ABC News, citando um comunicado da instituição de ensino.
Nenhuma autoridade da universidade estava disponível de imediato para comentar.
O incidente representa o quarto caso confirmado de zika no condado de Allegheny, informou o departamento local de saúde, sem dar detalhes do ocorrido.


"Apesar deste incidente raro, ainda não existe na atualidade nenhum risco de se contrair zika dos mosquitos no condado de Allegheny", afirmou a diretora do departamento, Karen Hacker, em um comunicado.

Por G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.