Ultimas Noticias

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Cientistas pedem que olimpíadas sejam transferidas ou adiadas devido ao surto de Zika

Cientistas enviam carta a OMS (Organização Mundial de Saúde) pedindo transferência ou cancelamento dos jogos olímpicos no Rio de Janeiro. De acordo com os 150 profissionais que assinaram o documentos, a manutenção do evento seria "antiética", uma vez que o surto de Zika vírus é vista como um risco a saúde pública.
Entre os especialistas que assinaram a carta estão Philip Rubin, consultor científico da Casa Branca. Além dele, médicos e especialistas em ética médica de universidades como Oxford (Reino Unido) e Havard (Estados Unidos) também são responsáveis pelo pedido.
A carta diz ainda que o adiamento ou transferência dos jogos  "diminui outros riscos trazidos por uma turbulência histórica na economia, governança e na sociedade do Brasil —que não são problemas isolados, mas que fazem parte de um contexto que torna o problema do zika impossível de resolver com a aproximação dos Jogos".

O texto ainda afirma que as campanhas de combate ao Zika vírus e seu mosquito transmissor (Aedes aegypti) foram um "fracasso", que o sistema de saúde brasileiro é "fragilizado" e que a manutenção dos jogos seria um risco alto. "Um risco desnecessário é colocado quando 500 mil turistas estrangeiros de todos os países acompanham os Jogos, potencialmente adquirem o vírus e voltam para a casa, podendo torná-lo endêmico", declaram.
O grupo defende que apesar dos esforços para conter o problema, o número de casos de infecção com o Zika vírus tem aumentado no Rio de Janeiro. Além de se manifestarem contrários a realização do evento nessas circuntâncias, os cientistas ainda reivindicam que a OMS reveja com urgência suas recomendações a cerca da doença.
O vírus está relacionado a uma série de doenças ao nascimento e pode ser causador do surto de microcefalia que o Nordeste brasileiro tem vivenciado. A própria OMS já reconhece que mulheres grávidas devem evitar locais com incidência do mosquito transmissor, pois os indícios de relação entre o vírus e a má formação dos bebês são cada vez maiores.

A OMS ainda não emitiu resposta ao documento. Já o Comitê Organizador dos jogos no Rio declarou que "tem total certeza de que vai realizar os Jogos no prazo determinado e com absoluta segurança para os atletas e demais participantes". 
(Por Novo Jornal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.