Ultimas Noticias

terça-feira, 26 de abril de 2016

Esposa de ministro de Dilma posa seminua e faz críticas à política no país

A Miss Bumbum Estados Unidos 2013, Milena Teixeira, está animadíssima com a posse do marido, Alessandro, no cargo de ministro do Turismo. Ele foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff na sexta-feira (22), em substituição a Henrique Eduardo Alves, que desembarcou do governo por filiado ao PMDB.

Em entrevista ao site Ego, Milena comemorou a conquista do marido e aproveitou para se fazer um elogio. "Sem dúvida sou a primeira dama mais bonita do Governo, alguém dúvida?”, questionou.
A modelo, que é formada em Direito e Relações Internacionais, também comentou a situação política no Brasil. "Isso tudo está acontecendo porque quem não mama, chora. O povo entende bem o que quero dizer", disse, fazendo alusão a casos de corrupção. Esses tipos de escândalos até já inspiraram Milena Teixeira em um ensaio fotográfico. Ela posou seminua com faixa de presidente da República em Brasília.
"Não estou tirando a roupa para aparecer, estou usando isso para chamar a atenção sobre o que tenho para dizer. O povo brasileiro dá mais atenção a uma bunda de fora do que para o que precisamos realmente dar atenção. A mudança para que possamos eleger bem nossos representantes, começa em tentar melhorar a cultura do país", justificou.

Ela ainda disse que não sabe se o país durará mais uma década devido aos saques ilegais nos cofres públicos. “Não temos candidatos. Não há opções”, criticou.
Foto: Milena Teixeira posou seminua como forma de protesto
Créditos: Divulgação/MF Models Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.