Ultimas Noticias

terça-feira, 19 de abril de 2016

Bomba: Delator revela plano para ministro potiguar sabotar Lava Jato

Marcelo Navarro: biografia de potiguar é posta à prova de forma contundente (Foto: STJ)
Em delação premiada, Diogo Ferreira, braço direito do senador Delcídio do Amaral, detalhou a proximidade do ex-petista com o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marcelo Navarro, antes de sua nomeação ao cargo. Conforme antecipou ÉPOCA, o documento foi homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki na última quinta-feira, 14.

Ferreira disse aos procuradores que agendou encontros entre Navarro e o senador, e que ouviu em diversas ocasiões que a estratégia era nomeá-lo para o STJ com o objetivo de barrar a Lava Jato.

Ferreira disse que Delcídio citava nominalmente Marcelo Odebrecht como maior beneficiário da estratégia. O ex-chefe de gabinete apresentou ainda mensagens de WhatsApp trocadas com Navarro para marcar encontros com Delcídio. Segundo ele, atenção semelhante não era dispensada a nenhum outro candidato da lista tríplice de indicados ao STJ. Da lista, Navarro foi o único a ir ao gabinete de Delcídio. Foram três visitas.


Ferreira contou aos procuradores que Delcídio revelou o teor da conversa mantida com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada, em que a petista pediu para que Delcídio obtivesse de Navarro um “compromisso de alinhamento com o governo para libertar determinados réus importantes da Operação Lava Jato”. Ainda segundo o delator, o mesmo compromisso já havia sido obtido do ministro Joaquim Falcão, que era alinhado com Navarro.

Por Ana Clara Costa e Filipe Coutinho (Época online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.