• Últimas Notícias

    sábado, 19 de março de 2016

    Justiça expede mandado de prisão contra condenado por morte de jovem em Santa Cruz

    casojoyce_mandadoprisao2A jovem Joyce Geyse da Silva Borges foi brutalmente assassinada na madrugada no dia 10 de outubro de 2003, com um tiro na cabeça, no apartamento onde morava com o condenado pelo crime. Marcos Gustavos de Caldas Brito, seu namorado na época, foi acusado do assassinado e, após diversas protelações, foi condenado pelo crime em setembro 2011.
    O caso causa comoção até hoje na população santacruzense, principalmente porque o condenado nunca cumpriu a prisão.
    Com este fato novo entendimento e pedido de prisão expedido, familiares e amigos de Joyce Geyse esperam que o caso tenha um desfecho com a prisão do réu condenado.
    CASO JOYCE GEYSE
    A jovem Joyce Geyse da Silva Borges foi brutalmente assassinada na madrugada no dia 10 de outubro de 2003, com um tiro na cabeça, no apartamento onde morava com o condenado pelo crime. Marcos Gustavos de Caldas Brito, seu namorado na época, foi acusado do assassinado e, após diversas protelações, foi condenado pelo crime em setembro 2011.
    O caso causa comoção até hoje na população santacruzense, principalmente porque o condenado nunca cumpriu a prisão.
    Com este fato novo entendimento e pedido de prisão expedido, familiares e amigos de Joyce Geyse esperam que o caso tenha um desfecho com a prisão do réu condenado.
    Por Édipo Natan

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.