• Últimas Notícias

    terça-feira, 29 de março de 2016

    Comissão do impeachment tem mais acusações de corrupção do que Dilma, diz jornal

    16088230O jornal americano “Los Angeles Times” publicou nesta terça-feira (29) uma reportagem apontando que, dos 65 membros da comissão de impeachment da Câmara dos Deputados, 37 são acusados de vários crimes, como corrupção e lavagem de dinheiro.
    O texto indica que, da comissão, cinco membros enfrentam acusações de lavagem de dinheiro, seis de conspiração e 19 de irregularidades contábeis. Trinta e três também enfrentam acusações de corrupção ou de improbidade administrativa. Ao todo, 37 membros foram acusados, alguns com várias ofensas.

    De acordo com as informações da reportagem, que utilizou dados da ONG Transparência Brasil, dos 513 deputados federais, 303 enfrentam acusações ou são investigados por envolvimento em crimes. No Senado, o mesmo acontece com 49 dos 81 membros.
    Os dados não incluem possíveis repercussões da “mais nova granada”, a Operação Lava Jato, lembra o jornal, que ainda cita as planilhas da construtora Odebrecht, divulgada na semana passada, que listam possíveis repasses a mais de 300 políticos.
    Mesmo com uma enorme impopularidade e sendo responsabilizada pela crise econômica no Brasil, a presidente Dilma Rousseff, aponta o jornal, nunca foi formalmente investigada nem é acusada de corrupção.
    A matéria cita que a petista era a chefe do conselho de administração da Petrobras, estatal alvo da Lava Jato. Para tirá-la do cargo, os legisladores estão contando com pedaladas fiscais.
    O jornal explica como funciona o processo de impeachment que, se for votado por dois terços da comissão com 65 deputados federais, será encaminhado para o Senado, que decidirá o destino de Dilma.
    Na semana passada, um editorial da revista britânica “The Economist” pediu a renúncia de Dilma.
     Folha de S. Paulo

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.