• Últimas Notícias

    terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

    Depois de sair da Xcalypso, Thábata Mendes é proibida de falar

    Após sua prematura saída da XCalypso, na última sexta-feira, 29, Thábata Mendes está completamente reclusa e isolada. Não por vontade própria. Mas a loira, digamos, foi obrigada a não se pronunciar sobre nada do que a fez desistir de ficar ao lado de Ximbinha agora com X.

    Quando assinou o destrato, ou seja, o documento que dava a ela a liberdade de deixar a banda, soube de uma cláusula que a manteria calada por cinco dias. Thábata não pode dar entrevistas até o início do carnaval, ou seja, sexta-feira, 5.

    Durou apenas três meses a parceria entre Thábata Mendes e Ximbinha. A loira decidiu largar o projeto do ex-marido de Joelma após vários desentendimentos. Embora a assessoria de Ximbinha diga que o que houve foi “divergência conceitual sobre o projeto”, a gota d’água foi uma discussão entre a loira e o guitarrista após o show que a banda fez na cidade de Tibau, no Rio Grande do Norte, dia 16 de janeiro.
    Após a apresentação, que teve pouca presença do público, os fãs da cantora se reuniram na frente do camarim e ela quis atender cada um. Ximbinha se irritou com a demora e deixou o local com os músicos.
    De acordo com uma fonte ligada a Thábata, ela não aguentava mais ser maltratada por Ximbinha: "Tudo o que foi publicado sobre ele é a mais pura verdade. A situação ficou insustentável para ela, que já vinha planejando isso há algum tempo", conta a fonte. "Eles tiveram uma briga horrível no último show. Ele vive bêbado".
    *Com informações do Extra

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.