• Últimas Notícias

    quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

    Cientistas criam espermatozoide para tratar infertilidade

    A técnica chamada de "espermatozóide cyborg" envolve uma pequena hélice de metal na cauda do espermatozóide, fazendo com que ele tenha força o suficiente para chegar ao óvulo.

    Conta o R7 que a novidade promete ser uma solução para homens que sofrem com espermatozóides incapazes de percorrer o caminho até o óvulo, por falta de força.
    O problema é um dos poucos que são raramente resolvidos por fertilização in vitro e inseminação artificial — apenas 20% dos casos dão certo.
    A publicação explica que os espermatozóides são classificados em quatro categorias de A a D. Os saudáveis conseguem seguir em frente, não se movem em círculos e nadam rápido. Os lentos não conseguiam chegar até o óvulo, impossibilitando a fecundação.

    Pensando nisso, os pesquisadores do Instituto de Nanociências Integrativas da Alemanha desenvolveram uma alternativa para impulsionar estes espermatozóides lentos. O "cyborg" aumenta a capacidade do espermatozóide, e intensifica as chances de fecundação.
    A hélica é pequena o suficiente para embrulhar em torno da cauda, mas não na a cabeça do esperma. Ela pode ser controlada usando um campo magnético manipulado pela equipe. Quando os espermatozóides chegam no interior do óvulo, a cauda cai.
    Até agora, o tratamento foi testado apenas em espermatozóides bovinos, então ainda não se sabe se funcionará no corpo humano, uma vez que, ele pode rejeitar corpos estranhos, por exemplo.
    Caso funcione em humanos, esta tecnologia poderá ser revolucionária, pois é um procedimento bem menos complexo que a fertilização in vitro, além de ser mais barato. R7-N0ticias ao Minuto

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.