• Últimas Notícias

    domingo, 29 de novembro de 2015

    MPT investiga denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes na arquidiocese da PB

    A Procuradoria do Trabalho na Paraíba está colhendo depoimentos de pessoas intimadas em processo que investiga denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes em João Pessoa, supostamente praticados com a “conivência do Arcebispo da Paraíba”, dom Aldo Pagotto. O processo corre em segredo de Justiça.
    Durante todo o mês de novembro, padres, religiosos e testemunhas estão sendo convocadas pelo procurador Eduardo Varandas.
    A investigação tornou ainda mais tenso o clima nos bastidores da Igreja Católica da Paraíba, que enfrenta crise interna após denúncias envolvendo o arcebispo, entre as quais em apuração pelo Núncio do Brasil.
    Dom Aldo Pagotto tem evitado falar publicamente sobre o tema. Nos bastidores, diz ser vítima de uma orquestração para desestabilizar sua liderança na Igreja paraibana.

    *Por Mais PB 

    Homicídio é registrado na zona rural de Japi na noite de sábado (28)

    A 4ª Companhia Independente de Polícia Militar (4ª-CIPM) de Santa Cruz registrou na noite deste sábado (28), um homicídio na zona rural de Japi/RN, a vítima foi identificada como Francisco da Silva Costa, 37, Vulgo Nego de Zé Tico. O motivo e autoria não foram divulgados.

    Segundo informações apuradas pelo Blog O Paralelo, a polícia teria sido acionada por volta das 21hs, para averiguar uma informação de que havia um corpo vítima de homicídio, nas proximidades da comunidade chamada Arisco, uma equipe foi ao local e ao chegar constatou a veracidade da informação. 

    Ainda segundo relatos, dois homens chegaram em uma moto e deflagaram vários disparos contra a vítima que ainda tentou correu mas caiu a poucos metros já sem vida.

    O corpo foi removido pela equipe do Itep para ser necropsiado na sede do órgão. O caso será investigado pela 9ª DRP de Santa Cruz.

    *Blog O Paralelo

    UMARIZAL-RN: Cofre interno do Banco do Brasil foi explodido na madrugada de hoje (29)

    Por volta das 03:15 horas populares que residem nas proximidades do Banco do Brasil de Umarizal, escutaram o primeiro estrondo da dinamite, seguido por mais quatro.

    O que foi repassado pelos dois policiais Militares que estavam de serviço, é que eles ficaram todo o tempo em contato com o monitoramento da agência. 

    Segundo o Soldado Silva Belo, os bandidos entraram na agência exatamente as 03:13 horas, e permaneceram por apenas vinte minutos dentro do prédio, os quais explodiram um dos cofres e ainda deixaram para trás algumas bananas de dinamite e outros materiais usados na explosão.

    Segundo policiais que se encontravam agora pela manhã na frente da agência, os elementos conseguiram arrombar o cofre maior e levaram todo o dinheiro, além disso eles ainda tentaram arrombar outro cofre que existe no interior da agência, mas isso não foi possível talvez pela falta de tempo. 

    Fatalidade: Mãe de 13 anos adormece amamentando e mata filho recém nascido


    A morte de uma criança recém-nascida, na Casa de Saúde e Maternidade Almeida Castro, em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte, pode ter sido uma fatalidade. O caso foi registrado por volta de seis horas da manhã de ontem, sábado, 28 de novembro. 

    Segundo informações colhidas pela polícia, a mãe estava amamentando seu filho que nasceu prematuramente e adormeceu em cima da criança, matando-a sufocado. 

    A equipe da Policia Civil de plantão foi comunicada e acionou a perícia do Instituto Técnico e Cientifico de Polícia, Itep, em Mossoró. 

    Os procedimentos de perícia no local, não foram realizados. A mãe e a avó da criança foram prestar esclarecimentos na Delegacia de Plantão e a criança morta foi retirada do local pela equipe da Casa de Saúde. 

    Segundo o Perito Criminal de plantão, como o local foi violado, as causas da morte do Recém-nascido só serão conhecidas quando o resultado da Necropsia foi anunciado. (O Câmera)

    Três pessoas são assassinadas ao sair de uma casa de shows, na zona Norte

    Dois homens e uma mulher foram mortos a tiros, na madrugada deste domingo (29), na Avenida Maranguape, no conjunto Panatis, zona Norte de Natal. De acordo com a Delegacia Especializada de Homicídios, as vítimas foram alvo de um atirador que usou uma pistola calibre 380.
    O fato ocorreu por volta das 4h, segundo os investigadores as pessoas mortas identificadas como Caio César Moura da Costa, de 22 anos, Mariany Nataly Lima, de 22 anos e outro jovem que ainda não teve o nome revelado saiam de uma casa de shows quando um homem desceu de um veículo tipo Golf de cor Prata e efetuou os disparos acertando as três vítimas, em seguida fugiu.
    Uma equipe do SAMU ainda foi acionada, mas os feridos morreram antes da chegada do socorro. O delegado da Dehom relatou que um segundo carro deu apoio ao primeiro. As razões para o triplo homicídio ainda são desconhecidas. (Portal BO)

    ABC penhora Frasqueirão como garantia de dívidas trabalhistas

    Resultado de imagem para frasqueirão do abcO estádio Maria Lamas Farache, o Frasqueirão, foi penhorado como garantia para pagamento de dívidas trabalhistas e corre o risco de ser leiloado. É o que mostra o Termo de Compromisso Judicial 01/2015, conhecido como Ato Trabalhista firmado em junho deste ano pela atual diretoria do clube.
    No acordo, o ABC garante o pagar R$ 70 mil todos os meses até encerrar todas as dívidas trabalhistas que hoje somam mais de R$ 4 milhões. Caso haja atraso no pagamento, a Justiça do Trabalho pode leiloar o estádio.
    “Fica acertado entre as partes que, enquanto honrado o presente termo de compromisso, o estádio denominado Frasqueirão será penhorado a título de garantia dos acordos homologados e do presente Termo de Compromisso”, diz cláusula do acordo. Ainda segundo o acordo “qualquer atraso nas parcelas será o estádio citado levado à hasta pública”, ou seja, a leilão.
    Até maio de 2016, serão 50 mil reais mensais. A partir de 30 de junho de 2017, o valor sobe para R$ 70 mil. Porém, os valores são referentes aos processos atuais e o valor pode aumentar caso existam novos processos trabalhistas.