• Últimas Notícias

    segunda-feira, 2 de novembro de 2015

    Associações farão ato público em defesa da vida e da segurança dos policiais nesta terça (03)

    Com o aumento de mortes e atentados contra a vida de policiais militares e civis no Estado e com o falecimento no último sábado do PM Marcos Antônio que se encontrava internado no Hospital Walfredo Gurgel após sofrer um disparo na região da cabeça durante uma ação de criminosos na zona Norte de Natal, as associações representativas de praças da Polícia Militar do RN estão convocando os policiais militares a participarem um ato público nesta terça (03).
    O ato organizado pelas associações representativas de praças visa chamar a atenção das autoridades competentes contra os atentados e as mortes sofridas por policiais militares em todo o Estado. A concentração se dará em frente ao shopping Midway Mall a partir das 15 horas, quando os PM’s seguirão em caminhada em direção ao Centro Administrativo do Estado.
    As associações convocam os policiais militares a comparecerem vestidos de preto em luto a todos os policiais mortos no último ano. 
    *Por Glaucia Paiva

    Funcionário da M4Net morre após ser atropelado quando caminhava na BR 226 na saída de Santa Cruz

    Veículo que provocou o acidente
    Um acidente provocou a morte de um pedestre que caminhava às margens da BR 226 próximo a uma floricultura, na saída de Santa Cruz. Segundo informações, um Corsa prata desgovernado capotou e atingiu o jovem Joseilton Silva Barbosa, 35 anos que caminhava frequentemente no seu percurso habitual junto com seu animal de estimação, o mesmo era funcionário de empresa M4Net um provedor de internet. 
    Vitima Fatal
    A vítima ainda chegou a ser socorrida pelo Samu até o hospital Regional Aluízio Bezerra, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O Motorista fugiu do local mas a Polícia Rodoviária Federal já tem o nome do motorista infrator.

    Assassino de policial em Lajes Pintadas é preso no Distrito Federal

    Um homem foragido da Justiça foi preso por uma equipe do Grupo Tático Operacional do 27º Batalhão (Gtop 47), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Ele é acusado de ter matado um policial militar do Estado do Rio Grande do Norte em 2012. O suspeito foi encontrado em um carro na quadra 400 do Recanto das Emas, uma região administrativa do Distrito Federal, por volta das 16h desta segunda-feira (2).
    O suspeito estava dirigindo um veículo do tipo Fiat Pálio, próximo à área de desenvolvimento econômico, no momento que foi abordado pelos policiais. Ao verificarem os antecedentes criminais do suspeito, foi descoberta a acusação de homicídio. Ele foi conduzido para a 27ª DP, onde está preso e a disposição da Justiça.
    Apesar da PMDF não confirmar a identificação do acusado, informações extraoficiais dão conta que o homem capturado é o João Batista Ribeiro de Queiroz, de 42 anos, também conhecido por "João Januário" ou "Ceará". Contra ele, existe um mandado de prisão com validade até o dia 19 de setembro de 2017.
    João Januário é acusado de ter assassinado o soldado da PMRN, Fernando Quirino, no município de Lajes Pintadas, no dia 5 de novembro de 2012, em uma emboscada contra uma equipe  da PM que realizava a perseguição de suspeitos após um roubo. Nominuto

    Assembleia da Paraíba aprova desconto de até 10% no IPVA para quem não foi multado

    Resultado de imagem para ipvaA Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei de autoria do deputado Jutay Meneses (PRB-PB) que concede descontos no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para motoristas que não cometeram multas.  
    A matéria estabelece três níveis de desconto: 2% para condutores sem infração de trânsito no ano de pagamento do IPVA; 5% se não tiver multas nos dois últimos anos; e 10% caso o motorista não tenha nenhuma multa na carteira de habilitação há mais de 3 anos.
    O benefício vale tanto para as pessoas quem pagam o imposto em parcela única ou optam pelo parcelamento.  Segundo o autor do PL,  o objetivo do projeto é fazer com que os bons condutores, os bons motoristas, tenham a ação do governo para que ele continue agindo com prudência. A lei visa educar. O Projeto de Lei nº 32/2015 que trata da isenção foi votado no último dia 21. *Com informações Paraíba.com

    Defensoria Pública da União reabre concurso público; vagas atendem o RN

    A Defensoria Pública da União (DPU) está com o prazo de inscrição reaberto para o Concurso Público com 143 vagas para cargos de níveis médio e superior, e formação de cadastro reserva.

    Os profissionais devem acessar o portal virtual da organizadora, www.cespe.unb.br, entre os dias 09 e 22 de novembro, preencher o formulário e efetuar, em qualquer agência bancária, o pagamento das taxas nos valores de R$ 70,00 ou R$ 100,00.

    O documento que trata da reabertura também orienta os candidatos que não desejam mais concorrer neste certame, a solicitarem a devolução do valor já pago. Há oportunidades distribuídas entre os cargos de Analista Técnico-Administrativo (34), Arquivista, Assistente Social, Bibliotecário, Contador (1), Economista (1), Psicólogo (1), Sociólogo, Técnico em Assuntos Educacionais, Técnico em Comunicação Social-Jornalismo (1) e Agente Administrativo (105).

    As remunerações são de R$ 3.817,98 ou R$ 5.266,18, de acordo com a formação educacional, já que em todas as funções a jornada de trabalho é constituída por 40 horas semanais. Cada salário é composto por vencimento básico, Gratificação de Desempenho do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (GDPGPE) e auxílio alimentação.

    Padre espanhol e italiana são presos após vazamento de informações Vaticano

    Um padre espanhol e uma mulher italiana que trabalharam em uma comissão de reforma financeira estabelecida pelo papa Francisco foram presos após o vazamento de informações e documentos confidenciais, informou o Vaticano nesta segunda-feira. Um comunicado do gabinete de imprensa da Santa Sé disse que o Ministério Público do Vaticano confirmou a detenção dos dois, que foram interrogados no fim de semana.
    O comunicado identifica a mulher como Francesca Chaouqui e o sacerdote como Dom Lucio Anjo Vallejo Balda. Ele ainda é um empregado do Vaticano. Ambos tinham servido em uma comissão criada pelo papa Francisco em 2013 como parte de seu esforço para reformar as finanças da Santa Sé. A comissão não existe mais.
    O reverendo Ciro Benedettini, porta-voz do Vaticano, disse que Vallejo Balda está sendo mantido em uma cela na Cidade do Vaticano. Já a mulher foi liberada porque colaborou com as investigações. “Chaouqui forneceu o máximo de cooperação e documentos em apoio ao que ela declarou ter depositado”, afirmou Giulia Bongiorno, advogada do italiana, em entrevista à agência de notícias italiana ANSA. Em sua página na rede social LinkedIn Chaouqui se descreve como uma especialista em comunicação. *Por Agência Brasil