• Últimas Notícias

    domingo, 30 de agosto de 2015

    Arcebispo da Paraíba tem poderes suspensos pelo Vaticano

    O Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, que está passando por um processo de investigação, teve poderes suspensos pelo Vaticano. 

    De acordo com matéria no Jornal da Paraíba, deste domingo (30), o religioso está proibido de ordenar padres e diáconos e de receber novos seminaristas até a apuração das acusações contra ele.

    No entanto, Dom Aldo Ainda pode celebrar missa e casamento, mas não pode ordenar padres e diáconos. Mesmo com as limitações, ele continua à frente da Arquidiocese da Paraíba, onde chegou no ano de 2004.

    Marminina!!! Projeto de lei na Câmara prevê punição a quem criticar parlamentares na internet

    Resultado de imagem para projeto proibir criticar parlamentares na internetA Câmara prepara um projeto de lei para acelerar a identificação e a punição de pessoas que criam páginas ofensivas e difamatórias contra parlamentares na internet. O texto também vai responsabilizar criminalmente os provedores, portais e redes sociais que hospedam esses sites. A proposta, que tem o apoio do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está em fase final de elaboração e deve ser apresentada em setembro pelo procurador parlamentar, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA).
     
    O procurador adiantou ao Congresso em Foco que vai propor uma mudança no Marco Civil da Internet para facilitar a retirada das postagens ofensivas contra políticos em geral. Pela proposta, sites, provedores e portais serão corresponsáveis pelas publicações. Por exemplo: se um usuário criar um perfil falso (o chamado fake) no Facebook que ironize ou atinja a honra de um deputado, tanto o responsável pela página quanto o próprio Facebook serão acionados criminalmente e estarão sujeitos a processos penais e cíveis.
     
    O objetivo, explica Cajado, é obrigar os grandes provedores e empresas de internet a analisarem, de modo célere, as denúncias de ofensa contra parlamentares. Nesse caso, o conteúdo classificado como ofensivo terá de ser retirado do ar imediatamente, sob pena de abertura de processo por crime de injúria e difamação.

    Papa escreve carta de apoio à autora de livro infantil a favor dos gays

    Livro infantil gay foi proibido nas escolas da Itália
    O papa Francisco tem tomado atitudes surpreendentes durante sua estadia à frente do Vaticano. O argentino escreveu uma carta de apoio à autora de um livro infantil que aborda temáticas homossexuais.

    Segundo informações do jornal 'The Guardian', o livro 'Piccolo Uovo' (Pequeno Ovo), da escritora Francesca Pardi, tem enfrentado resistência e proibições na Itália.

    A obra é voltada para o público infantil e fala sobre diferentes tipos de relacionamentos e de famílias, incluindo casais homossexuais.

    No livro, o ovo encontra um casa de pinguins gays, duas coelhas lésbicas que têm uma família, um hipopótamo fêmea que é mãe solteira e um casamento entre cães de diferentes raças, além de um casal de cangurus que adotou ursos polares bebês. 


    A Igreja Católica considera a homossexualidade "contrária à lei natural". Mas o Papa Francisco tem adotado uma abordagem mais conciliadora ao tema. Em 2013, ele afirmou: "Se alguém é gay e busca a Deus, quem sou eu para julgar?". *Correio 24 Horas

    Barbosa diz que não vê como TSE tirar Dilma em processo de impeachment

    O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa minimizou neste sábado(29) o poder do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tirar a presidente da República, Dilma Rousseff, do cargo por um processo de impeachment. 

    Barbosa disse ter participado de vários julgamentos do TSE em que governadores foram destituídos de seus cargos, mas que tem dúvidas se o TSE tiraria do cargo um governador de São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais. "Um presidente da República? Acho muito difícil", disse Barbosa, 

    Temos que nos livrar dessa praga que é o PT, diz Alckmin

    Resultado de imagem para geraldo alckminOs principais quadros do PSDB nacional se encontraram neste sábado em Cuiabá (MT) para prestigiar a entrada de Taques no partido, após o governados deixar o PDT. Um dos políticos mais moderados do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, fez neste sábado, 29, em Cuiabá, o discurso mais inflamado do ato político que marcou a entrada do governador do Mato Grosso, Pedro Taques, no partido. 

    "Temos que nos livrar dessa praga que é o PT. O PT do desemprego, da inflação, dos juros pornográficos e dessa praga do desvio do dinheiro público. Hoje é tempo de honestidade". Os principais quadros do PSDB nacional se encontraram neste sábado em Cuiabá (MT) para prestigiar a entrada de Taques no partido, após o governados deixar o PDT.

    Mega-Sena acumula e vai pagar prêmio de R$ 39 milhões na próxima quarta-feira

    A Mega-Sena acumulou pelo quarto sorteio consecutivo. A estimativa é que o prêmio chegue a R$ 39 milhões para o sorteio da próxima quarta-feira (02). O sorteio de sábado (29) foi realizado em Alto Rio Novo (ES).

    As dezenas sorteadas são: 05, 08, 42, 50, 51, 59.

    A última vez que alguém acertou a Mega foi em 15 de agosto, quando uma única aposta de Baixo Guandú, no estado do ES, ganhou o prêmio de R$ 3,3 milhões do concurso 1.733.

    Caminhoneiro passa sufoco na RN-233

    Uma tentativa de assalto foi registra na noite desse sábado (29), na RN-233, entre os município de Assu e Paraú. De acordo com a polícia, dois elementos armados a bordo de um Fiat Uno de cor vermelho teriam se aproximado de um caminhão que seguia na rodovia e anunciaram o assalto.


    O motorista do caminhão desobedeceu à ordem de parada dada pelos bandidos e logo tiros foram efetuados no caminhão.  Sem lograr exito na ação os criminosos fugiram em direção à cidade de Paraú. A guarnição da PM. O motorista do caminhão adentrou ao matagal e acionou a polícia.
    *Com informações Assu Notícias

    Diante da pressão governo federal cede e desiste de recriar a CPMF

    Diante de reações negativas, a presidente Dilma Rousseff desistiu neste sábado (29) de propor a recriação da CPMF, o chamado imposto do cheque, para cobrir um rombo de R$ 80 bilhões no Orçamento da União de 2016.

    A decisão foi tomada durante reunião neste sábado (29) à tarde da presidente com os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Nelson Barbosa (Planejamento). Durante a reunião, a avaliação feita é que a reação contrária à ideia, principalmente de aliados e empresários, foi muito forte e inviabilizou sua aprovação neste ano. 

    Agora, o governo pretende fazer uma discussão de médio e longo prazos sobre o financiamento da saúde. Nestas discussões, a ideia de recriar a CPMF pode ser levantada novamente. PRESSÃO Além de aliados como o vice-presidente Michel Temer (PMDB), políticos e empresários, a presidente Dilma Rousseff foi pressionada também por assessores diretos a desistir de propor a volta da CPMF, o imposto do cheque, que a equipe econômica pretendia apresentar ao Congresso na próxima segunda-feira (31). 

    O argumento da área econômica foi o de que a recriação do tributo era o melhor caminho para o governo fechar o Orçamento de 2016 e tapar um buraco de R$ 80 bilhões causado pela continuação da queda da receita federal em 2016. Folha Press