• Últimas Notícias

    sábado, 9 de maio de 2015

    Santa Cruz/RN: Filho de zeladora se torna o primeiro Advogado do Bairro Paraíso

    Esse blogueiro sempre narra na maioria de nossas postagens noticias relacionadas com a violência no bairro mais populoso de Santa Cruz, o Bairro do Paraíso. Hoje porém conto um pouco da história de lutas de um filho daquele bairro que diferentemente de outros jovens caminhou para realização de voos cada vez mais alto.
    “Se eu começasse a agradecer a Deus hoje, até o final da minha vida, eu não iria conseguir agradecer tudo que Ele vem fazendo na minha vida”, essas são as primeiras palavras emocionadas do meu amigo Fábio José Silva de Araújo, hoje com orgulho para aqueles moradores, o primeiro advogado do Bairro do ParaísoNascido em uma família humilde com mais cinco irmãos, passou necessidades, estudou e trabalhando como feirante conseguiu vencer os desafios e hoje sua superação serve de inspiração para toda a juventude.
    O agora Dr. Fábio, casado com Jeane Araújo e pai de 02 filhos, nasceu em agosto de 1984 é filho de Maria Anita, uma zeladora do INSS e de José Santana, agricultor, falecido há pouco mais de três anos. Estudou na antiga CNEC e concluiu o ensino fundamental na Escola Estadual Francisco Ribeiro em 2001. Em 2002, entrou para o serviço público onde atuou como secretário de administração no município de São Bento do Trairí e logo em seguida como controlador no município de Tangará. graduou-se em direito pela UNP em 2014, no mês passado recebeu sua tão merecida e sonhada carteira da OAB.
    “Meus pais sempre diziam que o sucesso só viria com o estudo e seria a única forma de conseguir algo na vida e essa lição representa muito para mim!”, conta Fábio Araújo.
    O Blog O Paralelo parabeniza esse grande exemplo a ser seguido e que Deus sempre o ilumine em toda a sua trajetória. Parabéns Dr. Fábio.

    Polícia Militar apreende “paredão de som” na Redinha Nova

    A Polícia Militar do Rio Grande do Norte, por meio da Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam) apreendeu na noite desta sexta-feira (8) um “paredão de som”, na rua Piaba, no bairro Redinha Nova e conduziu para a Delegacia de Plantão da zona Norte o proprietário de uma casa de show daquela localidade sob a acusação de crime por poluição sonora.

    A ação se deu após uma denúncia anônima para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que enviou uma viatura ao local e por meio do aparelho decibelímetro constatou que o som apresentava um volume de 77 decibels,  sendo permitido por Lei, naquela área, apenas 55 decibels.
    Na Delegacia de Plantão da zona Norte, o proprietário do estabelecimento foi autuado e o equipamento ficou à disposição da Polícia Judiciária. *DeFato

    Concurso do MP registra mais de 20 mil inscrições

    O Concurso para o Quadro de Serviços Auxiliares do Ministério Público da Paraíba (MPPB), aberto na última segunda-feira (4), já registro mais de 20 mil inscrições até o início da tarde desta sexta-feira (8).
    A informação é da Fundação Carlos Chagas (FCC). As inscrições estão abertas até o próximo dia 3 de junho. Somente no primeiro dia das inscrições, 4 de maio, a Fundação Carlos Chagas já havia registrado a geração de 8.210 boletos bancários, considerado um número bem acima das expectativas, já que os concursandos (concurseiros) geralmente deixam para fazer as inscrições nos últimos dias, antes do fim do prazo previsto. 

    Execução de blogueiro do RN foi contratada, diz delegado

    A morte do corretor de imóveis e blogueiro Wilde Alves Fernandes de Oliveira, de 58 anos, em Alexandria, deve ter relação com as denúncias que o mesmo fazia contra o poder público municipal e as empresas que prestam serviço à prefeitura. A suspeita é do delegado Célio Fonseca e dos policiais responsáveis pelas investigações. “Não podemos afirmar com certeza, por que poucas pessoas foram ouvidas, mas não deixa de ser uma linha de investigação”, comentou.

    Segundo o delegado, os familiares, que podem nortear as investigações, ainda não foram ouvidos. Isto por que eles temem pela segurança. “Nem mesmo a mãe, que é a principal interessada, veio ainda na delegacia. Se nesta semana ela não vier até Alexandria, nós vamos até Natal ouvi-la, já que lá ela se sente mais segura”, disse Célio. Outras linhas de investigação, que envolvem o passado da vítima, também estão sendo apuradas.

    Wilde era residente na capital do estado, mas possuía um blog com foco nos acontecimentos políticos de Alexandria. Durante uma visita a parentes, ele foi abordado por dois elementos, que dispararam diversas vezes contra o mesmo. 

    Unificação do ICMS é discutida durante 3º Encontro de Governadores do Nordeste

    Foto: Ivanízio Ramos/Assecom RN
    O 3º Encontro de Governadores do Nordeste foi encerrado na noite desta sexta-feira (08) com discussões de pautas comuns aos estados da região e apresentação da Carta de Natal, documento que traz os pleitos dos chefes dos Executivos Estaduais. 

    O principal ponto tratado foi a unificação do ICMS de origem e destino, que será debatido no próximo dia 20 de maio, em Brasília, durante um encontro de governadores.

    O evento contou com a participação dos oitos governadores do Nordeste e do vice-governador do MA, Carlos Brandão, segundo informação da assessoria de imprensa do governo do RN.

    Exército possui munição para cerca de uma hora de guerra, diz general

    Cerca de 92% dos meios de comunicação dos militares estão obsoletos e 87% dos equipamentos estão completamente inutilizáveis, de acordo com a versão oferecida pelo portal G1 baseada em documentos e depoimentos de militares na reserva.

    Os fuzis utilizados pelo Exército são do modelo FAL, que a empresa brasileira Imbel fabrica há 45 anos, e mais de 120 mil unidades têm mais de 30 anos de uso.
    Posso afirmar que possuímos munição para menos de uma hora de combate”, disse o general na reserva Maynard Marques de Santa Rosa, ex-secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais do Ministério da Defesa.

    O general Carlos Alberto Pinto Silva, ex-chefe do Comando de Operações Terrestres (Coter), acrescentou que a quantidade de munição “sempre foi mínima”.
    Nossa artilharia, carros de combate e grande parte do armamento foram comprados nas décadas de 70 e 80. Existe a ideia errônea que não há ameaça, mas se ela surgisse não daria tempo de reagir”, acrescentou.

    Até agora, o Ministério da Defesa não se pronunciou sobre o relatório.
    Nos últimos 10 anos, o Brasil investiu em Defesa 1,5% do PIB, segundo dados do Ministério.
    Este ano, o Exército receberá R$ 28 bilhões, dos quais 90% são destinados a salários.  Exame.com.

    Vírus chikungunya, semelhante à dengue, pode virar surto e chegar a todo o Brasil

    O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou nesta sexta-feira, 8, que o Brasil corre o risco de enfrentar nos próximos três a quatro anos um surto de chikungunya, vírus com sintomas semelhantes aos da dengue e que também é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. “É possível. Hoje a circulação é muito rápida das pessoas. É muito provável que a gente tenha circulação do chikungunya”, disse Chioro em entrevista na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no Rio. Segundo o ministro, em 2014 os casos de chikungunya se restringiram ao Oiapoque, no Amapá, e Feira de Santana, na Bahia.
    “Os casos que tivemos em mais quatro Estados foram pontuais, de pessoas que circularam.” Até 18 de abril deste ano, foram confirmados 1.688 casos de chikungunya no País, sendo 809 na Bahia e 879 no Amapá. Em 2014, houve 2.773 casos autóctones, ou seja, de pessoas sem registro de viagem para países com transmissão do vírus.
    Os casos foram registrados no Amapá, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Roraima. Os principais sintomas da chikungunya são febre alta, dores musculares, de cabeça e nas articulações, com duração de três a dez dias. Assim como a dengue, não é recomendado o uso do ácido acetil salicílico (AAS), devido ao risco de hemorragia. O tratamento deve ser feito com medicação para febre (paracetamol e dores articulares (anti-inflamatórios). O Brasil detectou os três primeiros casos da doença em 2010, todos contraídos no exterior. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 2004, a chikungunya havia sido identificada em 19 países, principalmente na África e Ásia.