• Últimas Notícias

    terça-feira, 1 de dezembro de 2015

    Polícia Civil do RN realiza mais de 70 prisões em novembro

    No penúltimo mês do ano, a Polícia Civil do Rio do Grande efetuou a prisão de 72 pessoas suspeitas de terem praticado crimes na capital e no interior do Estado. As detenções são oriundas de prisões em flagrante e do cumprimento de mandados de prisão de foragidos e de investigados, que foram efetivadas durante ações isoladas e com a realização de quatro Operações Policiais: 171, Áries, Playboy e Ribeirinhos.

    Somente na Operação Áries foram presos 29 pessoas, no dia 17, no interior do Estado. Os presos durante o mês de novembro são suspeitos de terem praticado homicídios, roubo de veículos, estupro, estelionato, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e receptação de veículos, falsificação de produtos (Cd´s, Dvd´s) e roubos.

    Uma das prisões feitas pela Polícia Civil que teve grande repercussão foi a da dupla que realizou uma arrastão numa casa em Parnamirim e violentou mãe e filha, no dia 24. A 1ª. DP de Parnamirim conseguiu prender Euclides Tomás, de 18 anos, e Jeová Soares, de 23 anos, um dia após o crime.


    Outra prisão de relevância foi a do homem suspeito de ter usado uma criança de cinco anos como escudo humano para realizar um roubo, numa residência em Parnamirim, no dia 21 de outubro. A prisão do suspeito Pedro Chaves Bevenuto (22 anos) foi realizada no dia 19, pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur).

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.