• Últimas Notícias

    quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

    Mulher apoia casamento do marido pastor com jovem grávida

    O pastor Thom Miller, de 60 anos, vai ser papai novamente. Mas ele já era casado quando começou a namorar e engravidou Reba Kerfootruba, de 19 anos. Thom decidiu se casar com a jovem também. Tudo isso com a benção da esposa traída, Belinda Miller, de 44 anos. O caso aconteceu nos Estados Unidos, na cidade de Mansfield, em Ohio.

    Segundo o canal do YouTube "Barcroft TV", agora, os três moram juntos e se preparam para a chegada do bebê, que terá duas mães.

    "Eu queria ter mais de uma família. Ter outra mulher em casa não só torna a minha família completa, como dá a sensação de que tenho uma irmã por perto. Thom é o meu amor e Reba é a benção da minha vida, então tudo funciona", conta Belinda, que já é mãe de sete filhos com Thom. 
    "No início, minha família não apoiou a união. Eles acreditavam que não era certo eu estar com um homem que já era casado, mas eles se reaproximaram e estão felizes porque entenderam que eu estou feliz. Meu bebê terá duas mães e eu estou muito bem em relação a isso", diz Reba. 

    A relação dos três impressiona muito. Quando saem na rua e ele beija as duas, costumam perguntar o que está acontecendo. "Eu respondo que tenho duas esposas e as pessoas se assustam", conta Thom, que está construindo uma casa grande para suas duas esposas, onde cada uma terá sua parte. Noticias ao Minuto

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.