• Últimas Notícias

    terça-feira, 1 de dezembro de 2015

    Hotel pagará indenização a casal interrompido durante relação sexual

    O Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou um hotel – cuja identidade foi protegida por segredo de justiça – a pagar uma indenização no valor de R$ 20 mil para um casal por conta de falhas nos serviços prestados pelo estabelecimento. Além de não ficarem no quarto que haviam reservado originalmente, os dois foram surpreendidos por um funcionário que entrou no quarto de forma abruta enquanto tinham relações sexuais, o que teria lhes provocado um grande constrangimento.

    O casal havia reservado a suíte nupcial do estabelecimento e relataram que a reserva foi paga pelos pais do autor do processo e que o pagamento foi confirmado por meio eletrônico e pessoalmente. Porém, ao chegarem ao local, receberam a informação que a reserva tinha sido cancelada por falta de pagamento, e que teriam que ocupar uma suíte comum. Em sua defesa, o hotel afirmou que os autores do processo não enviaram o comprovante de pagamento e que não colocaram a placa com o aviso de “não perturbe” na porta do quarto, além de não trancá-la.


    O TJDFT, no entanto, identificou que a ré recebeu o pedido de reserva e que o pagamento foi efetuado no prazo solicitado, e que o casal foi impedido de usufruir do serviço que havia contratado. O Tribunal também entendeu que os argumentos de não afixar a placa e nem trancar a porta não se sustentavam, por conta de falta de provas existentes e que tais fatos não seriam justificáveis, principalmente considerando que a instalação do casal em outra suíte foi de responsabilidade do hotel. *Por IG

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.