Ultimas Noticias

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Convênio com o TJRN beneficiará treinamento de policiais militares

TJRN destina recursos para a PMRNO Tribunal de Justiça do RN destinará para a Polícia Militar potiguar, no ano de 2016, R$ 2,374 milhões para a aquisição de armamentos, munições, equipamentos e pagamento de diárias operacionais. O valor representa um incremento de 58% em relação ao valor destinado para a PM em 2015 (R$ 1,498 milhão). O convênio foi assinado pelo presidente do TJRN, desembargador Claudio Santos, na manhã de hoje (21), juntamente com a secretária de Segurança Pública, Kalina Leite, e o comandante geral da corporação, coronel Ângelo Dantas.

Além do aumento da verba, o convênio permitirá a aquisição de 300 mil cartuchos de munição pela PM, os quais serão destinados ao treinamento de todos os policiais militares do Estado. “Esse é um aspecto relevante, uma contribuição do Judiciário para que a Polícia Militar trabalhe mais e melhor em prol da sociedade potiguar”, ressaltou o presidente Claudio Santos.


A secretária de Segurança Pública, Kalina Leite, destacou a importância da parceria com o Judiciário, uma vez que o Executivo padece da falta de verbas. “O convênio é o reconhecimento ao trabalho dos policiais que atuam no âmbito do Judiciário. Representa um melhor treinamento e um incremento das diárias a esses agentes. Ganha a Segurança Pública, ganha o Judiciário, e ganha a população de uma maneira geral”.

Armas apreendidas
Um segundo convênio assinado, no valor de R$ 50 mil, autoriza a reforma em quatro unidades da Polícia Militar que fazem a guarda de armas que são apreendidas e estão vinculadas à processos criminais. As salas para guarda dos armamentos situam-se nas cidades de Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros e o valor será investido em sua adequação.

No ano de 2014, o Judiciário encaminhou 540 armas para serem destruídas pelo Exército brasileiro, número que subiu para 1.219 este ano. A meta da Presidência para o próximo ano é destruir todas as armas que estejam com a Justiça e já foram periciadas, número estimado em 2.500 peças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.