• Últimas Notícias

    terça-feira, 17 de novembro de 2015

    Santa Cruz e São José do Campestre estão entre as 17 cidades com notificações de casos de microcefalia

    A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) continua monitorando o aumento dos casos de microcefalia registrados no Rio Grande do Norte. O número atual de notificações, até o último domingo (15), está em 35 casos de microcefalia em 17 municípios do estado, sendo 13 casos em Natal, 3 em Ceará-Mirim, 3 em Parnamirim e 2 em Mossoró. 

    Os outros casos foram notificados em: Bom Jesus, Encanto, Macaíba, Maxaranguape, Nova Cruz, Parelhas, Riachuelo, Santa Cruz, Santa Maria, São Gonçalo do Amarante, São José de Campestre, Serra de São Bento e Vera Cruz. 

    A Sesap já solicitou ao Ministério da Saúde a presença de uma equipe do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS (EPISUS) para auxiliar no trabalho de investigação de campo. 

    Paralelo a isto a Secretaria também está trabalhando para a criação de um Comitê de Operações de Emergências em Saúde (COES), espécie de gabinete de emergência, seguindo o que preconiza o Ministério da Saúde nestes casos. 

    A Sesap também criou em seu site (www.saude.rn.gov.br) um banner com todos os esclarecimentos à população e à imprensa sobre a microcefalia, além da disponibilização de uma Nota Técnica n° 14/5015 – SUVIGE/CPS/SESAP – RN e um formulário eletrônico – FormSUS , para que os profissionais de saúde notifiquem os casos de fetos ou recém-nascidos com má formação congênita no RN.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.