• Últimas Notícias

    sexta-feira, 20 de junho de 2014

    Emissora pública EBC estuda guardar documentos sob segredo de Estado

    A diretoria da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) avalia a possibilidade de guardar parte de seus documentos sob segredo de Estado por até cem anos. A medida pode ser aplicada aos papéis que trazem informações comerciais estratégicas ou com dados pessoais de pessoas ligadas à instituição

    Segundo o jornal Estado de S. Paulo, a nova norma, caso seja aprovada, classifica a produção da emissora em três categorias: "informação pública" (de acesso irrestrito ao público interno e externo), "informação reservada" ("estabelece vantagem competitiva, controle estratégico e/ou compromete a atuação da EBC no mercado", que pode ficar sob sigilo por até cinco anos) e "informação pessoal" (com dados relativos à "intimidade, vida privada, honra e imagem da pessoa", secreta por até um século).

    A chamada "Norma de Tratamento da Informação Corporativa - NOR 904" foi debatida em reunião da EBC na última segunda-feira (16/6), mas a discussão terminou sem uma decisão final. Procurados pelo Estadão, membros do conselho curador da EBC disseram que não foram informados sobre a proposta. "Eu sou da transparência total. O que salva a vida pública é a transparência", defendeu Cláudio Lembo, ex-governador de São Paulo e conselheiro da emissora.

    Portal Imprensa

    Motorista é encontrado morto dentro de casa no Pajuçara

    Foto: Reprodução
    Um homem identificado como Valdivan Sales da Costa, de 23 anos, foi encontrado morto, nesta quinta-feira (20), dentro de casa, na rua Tom Jobim, no bairro Pajuçara, zona Norte de Natal. A vítima, de acordo com familiares, se encontrava desaparecida há três dias.
    Valdivan trabalhava como motorista em uma empresa de entregas e, desde a última terça-feira, não comparecia ao serviço. A falta despertou a preocupação dos colegas que entraram em contato com familiares da vítima. O irmão de Valdivan, Valderí Sales, prestou queixa na delegacia informando sobre o desaparecimento, mas horas depois tomou conhecimento da morte.

    Ligações entres celulares ficarão mais baratas

    A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou uma norma nessa quarta-feira, 18, que resultará na redução das tarifas cobradas pelas operadoras móveis por ligações entre seus clientes e os clientes das concorrentes. De acordo com o órgão, até 2019 os valores de referência de uso de rede móvel da telefonia móvel devem cair em mais de 90%, chegando a um custo médio de R$ 0,02. 

    Hoje esse valor é de R$ 0,23. A redução atinge as operadoras, que devem repassar o benefício aos clientes, aumentando a competição do setor e diminuindo o “efeito clube” - hoje, como os valores de interconexão são altos, os consumidores evitam ligar para outras operadoras. “Com a medida deliberada hoje, espera-se que os preços off-net (para telefones fora da operadora de origem) se tornem mais próximos dos preços on-net”, explica a Anatel. 

    “Assim, o consumidor não precisará de vários aparelhos celulares ou vários chips em um mesmo celular para realizar chamadas para outras operadoras a preços mais próximos às chamadas on-net”.

    Segundo Ibope, presidente Dilma já tem Governo desaprovado por 50%

    A aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff caiu, se comparada com o levantamento feito em março pela CNI/Ibope.O percentual dos que acham o governo Dilma ‘ótimo’ ou ‘bom’ recuou de 36% para 31% em junho, enquanto o percentual dos que o consideram ruim ou péssimo aumentou de 27% para 33%–maior percentual desde o início do seu governo.
    E a aprovação à maneira de Dilma governar também caiu: foi de 51% para 44. Entre os que desaprovam, o percentual subiu de 43% para 50% — atingindo um percentual maior ao registrado em julho do ano passado, logo após a onda de protestos no país.Também foi questionado o nível de confiança da presidenta: 41% dizem confiar em Dilma, contra 52% que não confiam.