• Últimas Notícias

    domingo, 17 de novembro de 2013

    STJ gasta R$ 1,5 mil em almofadas para meditação

    meditacaoO estresse do dia a dia poderá diminuir para alguns servidores do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O órgão reservou R$ 1,5 mil dos cofres públicos para comprar 12 almofadas do modelo japonês para meditação. Os objetos, do tipo zafu, são tradicionalmente em formato redondo, em algodão, sem zíper, com alça lateral e na cor preta. Segundo a assessoria da Corte, os materiais serão usados em oficinas promovidas pela Seção de Assistência Psicossocial do STJ. 

    No Supremo Tribunal Federal (STF) – que determinou o cumprimento imediato das penas para quem não tem punições pendentes de julgamento de embargos infringentes no caso Mensalão -, no entanto, a preparação parece ser para a “guerra”. O Tribunal contratou empresa para prestar serviço de locação de veículos blindados, com quilometragem livre e sem motorista. O custo da preocupação com a segurança da Pasta será de R$ 39,2 mil. Já na Presidência da República a preocupação foi com o alinhamento das coisas. A Secretaria de Administração da Pasta comprará duas passadeiras profissionais a vapor nas cores preta e prata, de 127 e 220 volts. 

    Corpos dos dois paraibanos são encontrados na Redinha

    Fotos de Araruna 1
    Os corpos dos dois paraibanos que pularam na tarde do sábado (16), para tomar banho na Ponta do Morcego, na Praia do Meio, foram encontrados na manhã de hoje na praia da Redinha Velha, na Zona Norte de Natal. 

    O Corpo de Bombeiros informou que o primeiro corpo encontrado, boiando próximo ao  Mirante da Redinha, foi do turista Rafael Ramon da Silva, de 20 anos, nas primeiras horas da manhã deste domingo (17).

    Já o corpo do primo dele,  Alex Juno da Rocha, também acaba de ser encontrado próximo ao mirante no final da manhã de hoje. Os dois residiam na cidade paraibana de Araruna, município próximo a cidade potiguar de Nova Cruz. O primo das vítimas de afogamento, Romildo Macedo, reconheceu os corpos

    Tribuna do Norte


    Acidente entre Carreta e Gol deixa uma vítima fatal na rodovia BR-304

    Fonte: Focoelho 
    Na madrugada desse Domingo (17/11) por volta das 01:00hs aconteceu um acidente na BR-304 mais precisamente na comunidade da compassa zona rural de Assu envolvendo uma carreta  e um veiculo tipo gol de placas MYT 1143 que era conduzido por FRANKLIN SOARES DE MELO DE 32 ANOS que morreu no local.

    As informações são que a vitima seguia de Assu para a comunidade compassa e o motivo da sua vinda a cidade foi em consequência de deixar alguns amigos quando participavam de um aniversário de sua filha.

    O  motorista da carreta perdeu o controle e invadiu a contra  mão chegando ao ponto de passar por cima do gol. O corpo de Frankilin esta sendo velado na comunidade da compassa onde o mesmo residia.

    Como celebridades, detentos tiveram batedores e não escolta

    batedores
    Eles foram levados em ônibus, e não em camburões, com direito a carro batedor, ambos descaracterizados
    Ao chegarem a Brasília, os mensaleiros receberam da Polícia Federal tratamento de celebridades e não de presos sentenciados: em vez de serem levados sob escolta à superintendência regional da PF em viaturas caracterizadas, como camburões, foram transportados em micro-ônibus, que em nada lembram viaturas policiais, e ainda foram acompanhados por veículos batedores, igualmente descaracterizados.

    O uso de batedores é reservado apenas a autoridades, segundo lembra o experiente policial Romeu Tuma Jr, que, aliás, foi secretário nacional de Justiça no governo Lula. Ele acha que a recepção inadequada dos mensaleiros condenados em Brasília demonstra a falta de experiência da PF na escolta de prisioneiros.
    Após desembarcarem no hangar da PF, dois micro-ônibus saíram da área do aeroporto. Um deles se dirigiu diretamente à carceragem da superintendência regional, mas nele não havia prisioneiros, e o outro como todos aqueles que chegaram de São Paulo e de Belo Horizonte se dirigiu ao complexo penitenciário da Papuda.

    Por Diário do Poder


    Primeira parcela do 13º deve ser paga até 30 de novembro; saiba calcular

    Os trabalhadores com carteira assinada devem receber a primeira parcela do 13º salário, que corresponde à metade do valor total da gratificação, até o dia 30 de novembro. 

    A segunda parcela deverá ser paga até o dia 20 de dezembro. Para saber qual o valor total do seu 13º basta dividir o salário de dezembro por 12 e multiplicar o resultado pelo número de meses que trabalhou no ano. 

    Considera-se como mês integral o período igual ou superior a 15 dias trabalhados. Por exemplo, um trabalhador que está há 10 meses na empresa e ganha R$3.000 por mês deverá receber o valor de R$2.500 referente ao 13º salário. O cálculo ficaria assim: R$3.000 (salário de dezembro) dividido por 12 = R$250. Multiplica-se 250 por 10 (número de meses trabalhados) = R$2.500.

    Descontos. Os descontos referentes ao INSS (que pode ser de 8%, 9% ou 11%) e Imposto de Renda (que varia de 7,5% a 27,5%) serão calculados somente na segunda parcela da gratificação.

    Antecipação. O trabalhador pode pedir a primeira parcela do 13º salário, antecipadamente, junto com as férias. A solicitação deve ser feita no mês de janeiro e o pagamento deverá ser efetuado entre os meses de fevereiro e novembro.




    Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 5,7 mi na quarta

    O concurso 1.548 da Mega-Sena, realizado ontem, sábado (16), não teve ganhadores, acumulou e poderá pagar R$ 5,7 milhões na próxima quarta-feira (20). 
    Os números sorteados neste sábado foram: 19 - 41 - 42 - 44 - 47 - 54.
    227 apostadas acertaram a quina e ganharam R$ 8.776,15 cada uma; outros 11.559 bilhetes fizeram a quadra e levaram R$ 246,21 cada.
    No sorteio da última quarta-feira que estava acumulado, uma aposta do Recife-PE levou o prêmio de mais de R$ 6 milhões.

    PRF já aplicou mais de 500 testes de bafômetros nas BRS do RN

    A Polícia Rodoviária Federal apresentou um balanço dos dois primeiros dias da Operação Proclamação da República desencadeada nas rodovias federais que cortam o RN. 

    Foram 21 acidentes, 13 deles com vítimas, 07 pessoas feridas e um culminou em morte de quatro jovens em Assú.

    Segundo o inspetor Roberto Cabral, foram feitos 539 testes de bafômetros com 13 motoristas autuados por terem ingerido bebida alcoólica

    A operação acontece nas quatro das setes rodovias federais do RN por serem as mais movimentadas: BR 101, BR 304, BR 226 e BR 406.


    Operador do mensalão e mais quatro presos tiveram que dividir duas camas e colchões para dormir

    11272
    O bonde do mensalão lotado de condenados
    Os sete condenados pelo mensalão petista que se entregaram na Superintendência da Polícia Federal, em Belo Horizonte (MG), foram transferidos neste sábado para Brasília. Antes de ir para o aeroporto, eles passaram pelo Instituto Médico Legal, onde fizeram exame de corpo de delito. Ao saírem do prédio do IML, eles foram hostilizados por cerca de 50 manifestantes que os xingavam de ladrões e bateram na van que os transportava. Os condenados passaram a noite em duas celas. As mulheres, a banqueira Kátia Rabello, dona do banco Rural, e a ex-diretora financeira do SMP&B Simone Vasconcelos, dividiram o mesmo espaço.
    Na outra, ficaram os cinco homens presos, entre eles, o operador Marcos Valério e seu ex-sócio Ramon Rollerback, José Roberto Salgado (ex-presidente do Banco Rural), o ex-deputado federal do PTB Romeu Queiroz e outro ex-sócio de Valério, Cristiano Paz. Como cada cela só tem duas camas, no caso dos homens, teve gente que dormiu em colchões no chão. As mulheres dormiram em camas de alvenaria.
    O reencontro dos condenados rendeu assunto na cela masculina. Um agente da PF disse que os cinco condenados conversaram bastante na manha deste sábado. Valério era um dos mais falantes. Ja na cela onde estavam Katia Rabello e Simone Vasconcelos não foi possível notar nenhum som. Antes de ser condenado no mensalão, Valerio passou duas temporada na cadeia. Em 2011, ficou 11 dias detido na Bahia após ser fisgado na operação Terra do Nunca, da Policia Civil da Bahia, acusado de esquema de grilarem de terras. Em 2008, passou 97 dias em Tremembé, em SP, acusado de pagamento de propina para policiais em troca da participação deles em um esquema tributário.
    O Globo