• Últimas Notícias

    domingo, 4 de agosto de 2013

    IURD irá processar jovem que passou trote no “Fala que eu te Escuto”

    Depois de um trote feito no programa “Fala que eu te Escuto” da última terça (30), quando   um rapaz mostrou seu bumbum na webcam, a Igreja Universal do Reino de Deus decidiu abrir um processo.
    Nesta sexta (02), o bispo Clodomir Santos, responsável pelo programa transmitido pela Record, confirmou que a Igreja irá processar Grazielle Consentini e seus pais. Eles serão responsabilizados civil e criminalmente pelo episódio. A menina estava no ar pelo Skype, falando sobre o tema obesidade infantil quando um jovem não identificado apareceu nu de costas na tela por alguns segundos.  O pastor Andre Cajeu, que apresentava o programa, cortou a imagem e sentenciou: “Algumas pessoas não têm nenhuma vergonha na cara”.
    O programa de sexta do “Fala que eu te Escuto” convidou um advogado para participar, explicando quais processos podem e serão feitos: “Exposição ao ridículo de uma emissora de grande abrangência, além de dano moral e material, que pode acarretar em três meses a um ano de prisão”, explicou ele.
    O bispo Clodomir disse saber que a mãe da menina estaria “desgostosa com tal situação [o trote]”. Também se pronunciou o bispo Antônio Bulhões, que participava da atração. “A menina não deve ter tido uma educação adequada, os pais não devem ter dado a atenção necessária para ela, tanto que ela é intelectualmente incapaz de pensar seriamente”, sentenciou.
    Não é a primeira vez que o programa é alvo de críticas dos telespectadores, uma vez que é ao vivo e não há censura prévia. Em uma ocasião, o bispo Edir Macedo foi ofendido. No mês passado, uma jovem atacou a Record e a IURD. Porém, é a primeira vez que a emissora decide processar alguém por causa disso.

    BLOQUEADA: Priples não poderá mais fazer pagamentos ou novas adesões, todos os sócios terão bens bloqueados


    Depois da prisão preventiva do dono da empresa Pirples, Henrique Maciel Carmo de Lima, e de sua esposa, Mirele Pacheco de Freitas, na manhã do último sábado (03), a Justiça deve decretar novas medidas para ajudar na investigação policial. De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, Carlos Couto, a empresa do casal, que é suspeito de crime contra a economia popular e formação de esquema de pirâmide financeira, deverá ser oficialmente notificada nesta segunda-feira (05).

    Couto adianta que a Justiça vai determinar também a quebra do sigilo bancário e dos dados da empresa para ter acesso à movimentação financeira e traçar um panorama do alcance do empreendimento com informações sobre o número de afiliados, estimado em 204 mil. O objetivo é identificar as pessoas que estão no topo da suposta pirâmide e que lucraram com os associados da base. Ainda segundo o delegado, a Justiça também vai decretar a indisponibilidade do patrimônio líquido da empresa e bloquear os bens dos sócios.

    O endereço eletrônico da Priples (www.priples.com), que mesmo após a prisão do responsável legal continuava disponível na web, deve ser tirado do ar ou ter o domínio suspenso sob pena de pagamento de R$ 1 milhão por dia para o caso de descumprimento. Qualquer novo pagamento efetuado ou adesão também resultará em multa de R$ 50 mil diários. “O processo corre em segredo de Justiça e estamos pleiteando mais um pedido, ainda sob análise judicial”, revelou o Couto.

    O advogado do casal, Fernando Lacerda Filho, informou que está analisando o caso a partir da documentação apresentada pela polícia e que solicitou cópias dos pareceres. Segundo ele, a defesa deve tentar revogar a prisão do casal por meio de habeas corpus sob a alegação de que são réus primários. “Eles nunca se negaram a colaborar com as investigações e estão à disposição da Justiça. A empresa pretende cumprir todas as determinações judiciais”.

    A empresa pernambucana Priples promete remuneração de 2% ao dia durante um ano ao usuário que responder perguntas de conhecimentos gerais. Sendo assim, o lucro da empresa viria do cadastramento de pessoas, o que caracteriza a formação de pirâmide financeira. A polícia recebeu queixas contra a Priples sobre o não pagamento dos rendimentos no dia previsto. Há também denúncias dos usuários por não conseguirem localizar a sede física da empresa.

    Por DP

    FBI pode ativar microfone de celulares e laptops para gravar conversas

    Em nova reportagem, o Wall Street Journal revela as táticas hacker que o FBI usa para espionar pessoas. E elas vão longe: de acordo com um ex-oficial dos EUA, o órgão consegue “ativar remotamente o microfone em telefones que rodam o software Android, do Google, para gravar conversas”.
    Além de gravar conversas em smartphones Android, o FBI consegue ativar microfones em laptops, e sem que ninguém saiba. Tanto o Google como o FBI não comentaram o caso com o WSJ.
    Em geral, as ferramentas de vigilância são instaladas remotamente, enviando um arquivo ou link malicioso para o alvo. Em certos casos, no entanto, o órgão obtém acesso físico ao computador e instala tudo através de um pendrive.
    O FBI está desenvolvendo estas técnicas há mais de uma década, e ela funciona até mesmo com celulares simples. Em 2006, a CNET divulgava que certos dumbphones eram especialmente vulneráveis à espionagem, e tudo seria feito através de um software instalado pela operadora “sem o conhecimento do usuário”.

    Oito cidades elegem novos prefeitos neste domingo (4)

    A Justiça Eleitoral realiza neste domingo (4) eleições para prefeito em oito municípios, distribuídos por oito estados no país. A nova disputa foi convocada por causa da anulação dos pleitos realizados no ano passado em razão de irregularidades praticadas pelos vencedores, que perderam o mandato. No estado de São Paulo, haverá nova disputa em Pedrinhas Paulista, Itaí, Boa Esperança do Sul e Osvaldo Cruz. No Rio de Janeiro, a nova eleição ocorrerá no município de Barra do Piraí. Em Santa Catarina, novo pleito ocorre em Ponte Serrada. No Espírito Santo, os eleitores escolhem novo prefeito em Pedro Canário. No Pará, a nova eleição se dará em em Marituba.

    Só neste ano, já foram realizadas novas eleições em 42 municípios de 15 Estados. As próximas depois deste domingo estão marcadas para 1º de setembro em municípios do Tocantins, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraíba e Goiás. Em outubro (6), haverá novas eleições em São Paulo. Por causa dos gastos desperdiçados com eleições anuladas, a Justiça Eleitoral e Advocacia-Geral da União têm cobrado de prefeitos cassados os valores para a realização de novos pleitos. Já foram apresentadas ações de cobrança em 51 cidades de 15 estados e preparadas ações para outras 37 cidades. Juntos, os processos buscam reaver mais de R$ 2,7 milhões em 88 cidades de 20 Estados. 

    G1

    Na Paraíba, juiz agride PM em blitz para livrar filho do bafômetro

    Juiz agride PM em blitz para livrar filho do bafômetroDe acordo com a Companhia de Policiamento de Trânsito de Campina Grande (CPTran-PB), o juiz Sérgio Rocha de Carvalho teria causado desordem e agredido policiais militares que realizavam fiscalização de rotina por volta das 23h, desta sexta-feira (02), na Rua Severino Cruz  em Campina Grande.

    A fiscalização estava ocorrendo quando os policiais perceberam que um dos condutores próximo a blitz estava tentando evitar a passagem pelo local.

    Após interceptação, foi constatado que o condutor apresentava sinais de embriaguez, se recusou a fazer o teste do bafômetro e não apresentou documentação do veículo ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

    “Como ele não apresentou a documentação solicitada e se recusou ao teste, estávamos notificando”, ressaltou capitão Castro.

    Foi então que seu pai, o juiz Sérgio Rocha de Carvalho, teria chegado a pé, também com sinais de ingestão de bebida alcoólica e questionado quem estava notificando seu filho.

    “Quando o policial se identificou, ele tentou dar socos e ao tentar ser contido pelos outros policiais, acabou agredindo-os fisicamente, fato comprovado com exame de corpo delito”, informou o comandante.

    Tanto o magistrado quanto seu filho e os policiais envolvidos no episódio foram encaminhados à Central de Polícia em Campina Grande, onde um outro juiz (identificado apenas como Horácio), já aguardava a ocorrência e solicitou a liberação de pai e filho. “Mesmo batendo nos policiais, o magistrado foi liberado por conta da prerrogativa de que nenhum juiz pode ser autuado pela prática de crimes afiançáveis”, concluiu o capitão.

    Redação com correio

    Neymar é diagnosticado com anemia e fará tratamento especial em Barcelona

    neymar_apresentacao3_ap.jpg_95
    Foto: AP
    A saúde de Neymar está longe do ideal, pelo menos é o que garante o jornal espanhol As. De acordo com o diário, o brasileiro está com anemia e será submetido a uma série de treinos diferenciados. A doença teria sido diagnosticada pelo departamento médico da equipe catalã após análises sanguíneas realizadas durante a apresentação do atacante.
    Ainda segundo o As, Neymar pode ficar fora do amistoso que o Barcelona fará contra a Tailândia, na próxima quarta-feira, em Bangcoc. Além disso, ele também pode perder o jogo que vai acontecer na Malásia, na próxima semana.

    PRIPLES: Juíza determinou a suspensão do registro do domínio do site bem como a retirada do ar

    Henrique e Mirele foram presos no Recife
    Casal de donos da Priples foi preso no Recife (Foto: Reprodução/TV Globo)
    (Foto: Vitor Tavares / G1)
    Segundo a polícia, a Priples, aberta no dia 1º de abril deste ano, estava atuando no mercado financeiro sem a autorização de órgãos como a Receita Federal e o Banco Central. “Antes ele tinha o registro como uma rede de locadoras. Fez uma alteração contratual desde o início de abril e foi mudando o segmento para atividades de venda de publicidade digital”, afirmou Couto. A empresa vinha sendo investigada desde junho segundo os advogados de defesa do casal, Fernando Lacerda Filho e André Gouveia, que se disseram surpresos com a prisão. “A Priples é uma empresa de marketing multinível, não é pirâmide financeira. Henrique já tinha prestado depoimento na delegacia, tinha apresentado documentos comprovando as atividades e estava sendo solícito com a polícia”, afirmou Fernando. Segundo ele, Mirele Pacheco de Freitas era sócia da Priples, mas não tinha poder de decisão estratégica. Ela mantém uma união estável com Henrique Maciel. Na segunda-feira (5), a defesa do casal pretende ir conversar com a juíza para tentar revogar a decisão. Caso não consiga, vai recorrer ao Tribunal de Justiça para entrar com um pedido de habeas corpus.
    Após ouvir os dois, a polícia realizou seis mandados de busca, prisão e apreensão. “Fizemos buscas na casa deles e na empresa, que tem uma sede operacional em Piedade [em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife] e outra sede em Boa Viagem [Zona Sul do Recife]”, contou Couto. “A juíza já determinou a suspensão do registro do domínio do site bem como a retirada do ar, sob pena de multa. Há mandados de quebra de sigilo bancário e de dados”, contou o delegado Couto.
    Após ouvir os dois, a polícia realizou seis mandados de busca, prisão e apreensão. “Fizemos buscas na casa deles e na empresa, que tem uma sede operacional em Piedade [em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife] e outra sede em Boa Viagem [Zona Sul do Recife]”, contou Couto. “A juíza já determinou a suspensão do registro do domínio do site bem como a retirada do ar, sob pena de multa. Há mandados de quebra de sigilo bancário e de dados”, contou o delegado Couto.


    Fonte: G1 PERNAMBUCO