• Últimas Notícias

    quinta-feira, 18 de abril de 2013

    Conselho Monetário Nacional prorroga por dez anos dívidas de agricultores afetados pela seca


    O Conselho Monetário Nacional (CMN) oficializou, em resoluções divulgadas hoje (18), a prorrogação por dez anos das dívidas de agricultores afetados pela seca. A decisão vale para as parcelas vencendo em 2012, 2013 e 2014. O pagamento do valor refinanciado começa em 2015 para produtores em geral e em 2016 para agricultores familiares.
    A flexibilização foi anunciado pela presidenta Dilma Rousseff. Segundo João Rabelo, secretário adjunto da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, o custo para o Tesouro será R$ 2,1 bilhões.   
    Além do direito de renegociarem as parcelas referentes aos três anos, os agricultores familiares terão um desconto de 80% caso quitem em dia as prestações do refinanciamento. De acordo com João Rabelo, o alocamento do início da quitação para os anos de 2015 e 2016 visa a dar tempo aos produtores rurais para recomporem as perdas com a estiagem que prejudicou-os em 2012 e 2013.   
    O CMN publicou ainda uma terceira resolução autorizando agricultores da Região Nordeste a renegociar dívidas contratadas até 2006, utilizando recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) e do Fundo Constitucional do Norte (FNO). A taxa de juros do refinanciamento será 4,12% ao ano, mas pode cair para 3,5% graças a um bônus de adimplência de 15%. Além disso, foi retirada a obrigatoriedade de entrada para os financiamentos. A resolução concedeu ainda outro bônus de adimplência de 15% sobre a parcela, além do concedido sobre os juros.
    Agência Brasil

    Delegado afirma que loira apontada como líder de quadrilha era fria e violenta


    A Polícia Civil do Rio Grande do Norte apresentou, na manhã desta quinta-feira (18), o resultado de dois meses de investigação para desbaratar uma quadrilha de assaltantes que atuava na região metropolitana de Natal. De acordo com o delegado titular da Delegacia de Furtos e Roubos, Atanásio Gomes, a divulgação das imagens de uma das ações dos criminosos, feita pelo Portal BO com exclusividade, foi fundamental para a prisão da líder dos assaltantes, a paraense Killsia Carneiro Pereira, de 21 anos, que está sendo apelidada de “loira do mal”.

    Atanásio Gomes revelou para a reportagem que sua equipe já possui informes importantes sobre o paradeiro dos outros suspeitos que são apontados como autores de assaltos a residências, salões de beleza e seguradoras da cidade, mas que as investigações chegaram ao momento conclusivo após a divulgação do vídeo onde mostra claramente o rosto de dois dos assaltantes, uma mulher e um homem de paletó.
    "A divulgação das imagens foi de extrema importância para o desfecho deste caso, mas a nossa equipe estava no caminho certo. Quando prendemos a acusada na saída de um presídio, na zona Norte, já tínhamos policiais de campana próximo a casa onde morava a jovem", disse o delegado.
    Ele comentou ainda que Killsia Carneiro é natural de São Sebastião da Boa Vista, no Pará, e estava em Natal há dois meses. Ela teria revelado em depoimento prestado na delegacia que veio para a capital potiguar para ficar perto do companheiro que se encontra detido no Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes. Para a polícia, a jovem relatou que a mulher mostrada nas imagens do assalto a uma seguradora era realmente ela e que teria recebido R$ 1 mil pela participação no crime.
    Uma das vítimas da acusada esteve na delegacia e comentou que há um mês teve a casa invadida pela quadrilha da loira e que, em certo momento, foi agredido por ela, sofrendo uma coronhada de uma pistola. O ferimento foi grave ao ponto de após a saída dos criminosos a vítima ser conduzida desmaiada para uma unidade hospitalar. "Não tenho dúvidas nenhuma que foi esta mulher que assaltou a mime minha família e me agrediu. Eu nunca vou esquecer o rosto dela".


    A Terra tremeu no RN, Pernambuco e Minas Gerais

    Mapa de localização epicentral. O epicentro é representado
    pela estrela vermelha. Os limites dos municípios de Belo
    Jardim e Tacaimbó estão em destaque.

    A terra tremeu mais uma vez na cidade de Pedra Preta, a 149 quilômetros de Natal, nesta quinta-feira (18). Segundo registros do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN), o tremor aconteceu às 9h26 com 2.0 graus na escala Richter.
    O tremor mais forte já registrado no município foi de de 3.6 graus em janeiro deste ano. A escala vai até 9 graus.
    A terra também tremeu em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. Por volta de 7h10 desta quinta-feira (18/4), o abalo sísmico foi sentido por toda a cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, moradores com medo fizeram cerca de 200 chamados, mas não houve registro de danos. O maior susto foi no aeroporto do município, porque no momento do tremor um avião da Gol decolava, mas tudo indica que não houve prejuízos ao voo. O barulho da decolagem se juntou aos ruídos do sismo e passageiros ficaram confusos dentro da aeronave.
    Já em Pernambuco um tremor de magnitude preliminar estimada em 2.5. Esse tremor foi registrado pelas estações de Riachuelo-RN (RCBR), de Livramento-PB (NBLI) e Paraú-RN (NBPA), entre outras. Não foi possível, por motivos técnicos, ter acesso aos dados da estação de Caruaru (NBCA).
    O epicentro está no limite dos municípios de Belo Jardim e Tacaimbó e mais próximo da cidade de Tacaimbó. Segundo fomos informados esse tremor foi sentido em Tacaimbó.

    Teleférico em Santa Cruz: Bondes farão o percurso entre a cidade e o complexo turístico em oito minutos


    Uma equipe técnica da empresa vencedora da licitação para desenvolver o projeto de viabilização do teleférico de Santa Cruz esteve, na manhã desta quarta-feira (17), na cidade para uma visita técnica, a primeira após a definição da empresa que terá a responsabilidade de projetar a obra.
    Dois engenheiros civis, um arquiteto, um topógrafo, equipe de programação visual, geólogo e o coordenador de projetos da empresa vencedora estiveram em Santa Cruz e foram acompanhados pelo Vice-Prefeito do município, Joca Ferreira, pelo Secretário de Transportes e Obras Públicas, Francisco Nogueira, pela Secretária Municipal de Turismo, Marcela Pessoa e pelo Pároco da cidade, Padre Vicente Fernandes. A prefeita Fernanda Costa e o deputado estadual Tomba Farias, grande idealizador do projeto, não participaram da visita por estarem em Brasília (DF) justamente angariando recursos para essa e outras obras em Santa Cruz.
    Os técnicos avaliaram as estruturas e já definiram as primeiras ações para a elaboração do projeto. Serão oito bondes, com capacidade para oito pessoas e percurso que durará, aproximadamente, oito minutos.

    Farinha de mandioca é nova vilã de preços

    Pode faltar farinha no pirão. Além do tomate e da cebola, a farinha de mandioca é outra vilã dos preços altos que está assustando o brasileiro. O tradicional ingrediente já acumulou alta de 151% no últimos 12 meses, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor amplo), e aparece ao lado de outros produtos que estão inflacionando a mesa das famílias neste primeiro quadrimestre do ano.

    Somente no último mês, o preço da farinha de mandioca aumentou 5,1%, mantendo a trajetória de alta iniciada há um ano. Nesse período, o quilo do produto passou de R$ 2,50 ou R$ 3 para o preço médio de R$ 9, podendo chegar a R$ 10 na capital. O aumento anual é até maior do que o do tomate (122%), da batata-inglesa (97,3%) e da cebola (76,5%).


    PF deflagra operação que investiga formação de quadrilha entre juízes e advogados

    Operação Astringere combate 'promiscuidade' entre juízes e advogados.
    PF cumpre seis mandados de prisão preventiva e quatro temporária.

    Equipes da Polícia Federal cumprem desde as primeiras horas desta quinta-feira (18) mandados em diversos pontos de João Pessoa para combater a "relação promíscua" entre juízes e advogados. Um magistrado do 2º Juizado Especial Misto de Mangabeira, policiais, servidores públicos, advogados e particulares são alvos da operação.

    Estão sendo cumpridos seis mandados de prisão preventiva, quatro mandados de prisão temporária e 16 mandados de busca e apreensão, no 2º Juizado Especial Misto de Mangabeira, na Turma Recursal do Fórum Cível Mario Moacyr Porto, em escritórios de advocacia e na residência dos envolvidos. Estão envolvidos mais de cem policiais federais da Paraíba e de outros estados. Policiais do Grupo de Pronta Investigação de Pernambuco (GPI) também auxiliam a operação. Policiais federais também estiveram na Delegacia de Roubos e Furtos da capital.