• Últimas Notícias

    quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

    Após denúncia, polícia encontra feto dentro de pote de sorvete jogado no lixo em João Pessoa


    Imagem: Jorge Filho
    Um feto aparentando ter entre quatro e cinco meses de vida foi encontrado na manhã desta quinta-feira (17), dentro de um pote de sorvete em um tambor de lixo, no bairro do Ernani Sátiro, em João Pessoa.
    A descoberta se deu após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima pelo número 190 de que haveria um feto jogado no lixeiro.
    Ainda não se tem informações sobre quem jogou o bebê, mas uma câmera de segurança da empresa de ônibus São Jorge, que fica próxima ao local, vai ser analisada pela polícia.
    Ainda segundo a PM, o feto aparentava ter entre quatro e cinco meses de vida e foi deixado durante a madrugada desta quinta. A perícia foi ao local para analisar o caso.
    Portalcorreio via Focando a Noticia

    Zezé Polessa será investigada após morte de motorista


    OPARALELO
    Zezé Polessa vive Berna em 'Salve Jorge'
    (Foto: TV Globo/ Divulgação)
    A atriz Zezé Polessa será investigada em um inquérito policial por suspeita de crime contra o Estatuto do Idoso, informou a coluna de Léo Dias, do jornal O Dia. Christiane Monnerat, promotora, quer a investigação da conduta de Zezé, que teria brigado e tratado mal Nelson Anderson Lopes, de 63 anos, durante o trajeto para o Projac, na segunda-feira (14). Depois do serviço, Nelson teve um infarto, deu entrada no Hospital Lourenço Jorge, no Rio, mas não resistiu. Monnerat afirmou que a investigação é independente da vontade da família da vítima.

    A pena para que trata de humilhação, menosprezo e discriminação ao idoso é de reclusão de seis meses a um ano e multa. Caso seja provado que a atriz tinha conhecimento da condição cardiopata de Nelson Lopes, pode ser indiciada por homicídio culposo. A filha do motorista, Luciana, contou que o pai ligou para avisar que estava passando mal. Segundo ela, ninguém o socorreu e ele foi sozinho ao hospital. Luciana disse ainda que não quer acusar Zezé Polessa de nada, mas que "o que ela fez contribuiu para morte dele".

    Jovem é executado com 15 disparos na cabeça na Zona Norte de Natal

    Vítima chegava em casa neste carro quando foi surpreendida
    Foto: Joana Lima
    Mais um jovem foi morto em Natal por envolvimento com o tráfico de drogas. Desta vez a vítima foi identificada como Maxwell Barbosa da Silva, 23 anos. Ele chegava em casa numa Pajero preta quando foi surpreendido por dois homens em uma moto tipo FAN, um deles desceu e disparou pelo menos 17 vezes. A vítima foi atingida por 15 disparos de pistola, a maioria dos tiros atingiu a cabeça.
    Maxwell Barbosa ainda chegou a ser socorrido até o Hospital Santa Catarina, na Zona Norte, mas acabou não resistindo aos feridos e faleceu pouco tempo depois. O crime aconteceu na rua Boa Vista, no Conjunto Sarney, em Lagoa Azul.
    Foto: Sérgio Costa
    Segundo a polícia, Maxwell tinha envolvimento com o tráfico de drogas. “O pai dele inclusive havia mandado o filho para São Paulo na tentativa de afastá-lo da criminalidade”, disse o tenente Roberto do 4º Batalhão.
    A vítima tinha chegado de São Paulo na madrugada desta quarta-feira (16). “É um crime com características de execução, ele já deveria estar na mira dos assassinos, tanto que em menos de 24h de volta a sua terra natal foi alvejado com tantos disparos”, disse o delegado Everaldo Lopes.
    O delegado disse ainda que já trabalha com duas linhas de investigação para solucionar o caso.
    De Fato

    INSS pagará R$ 451 milhões a presos


    Presos de baixa renda que já trabalharam com carteira assinada podem garantir às famílias um benefício entre R$ 678 e R$ 4,1 mil por mês durante o período em que estiverem cumprindo pena.

    O auxílio-reclusão é pago pela Previdência Social. Em 2013, o benefício consumirá a quantia de R$ 37,6 milhões de reais por mês - ou um total de R$ 451 milhões em 12 meses. O valor representa 61% dos gastos, por exemplo, com aparelhamento das polícias, formação de policiais, fiscalização de rodovias e amplia-ção e reforma de presídios no ano passado.

    Em 2012, a segurança pública teve um investimento de R$ 738 milhões, segundo levantamento da Ong Contas Abertas, que incluiu as depesas da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, do Fundo Penitenciário Nacional e do Fundo Nacional de Segurança Pública.

    O dinheiro não beneficia diretamente o preso. A pensão começa a ser paga aos dependentes um mês após a prisão. A cada 90 dias, o beneficiado deve informar numa agência no INSS a condição do segurado. “O objetivo é garantir a sobrevivência do núcleo familiar, diante da ausência temporária do provedor”, justifica o governo.

    Femurn recomenda que prefeitos cortem gastos para não comprometer saúde financeira das cidades


    Em menos de um mês de atual gestão nos municípios do Rio Grande do Norte, seis cidades do Estado já decretaram atos de emergência ou calamidade públicas, fato que chamou a atenção da Federação dos Municípios do RN (Femurn) e gerou recomendação para que sejam evitados gastos considerados supérfluos pelas Prefeituras. 
    A Femurn orientou os executivos municipais a não realizarem eventos festivos e/ou socioculturais que impliquem em despesas capazes de comprometer a saúde financeira e o funcionamento dos serviços básicos e essenciais.
    Ao mesmo tempo, a nota assinada pelo presidente da entidade, Benes Leocádio, enfatiza que "respeita o poder discricionário de cada gestor quanto à decisão de realizar os eventos que considerar tradicionais, relevantes e de importância imprescindível para fomentar a atividade econômica do município".

    Seca reduz produção de queijos no Estado


    A queda na produção de leite está provocando um efeito cascata no Rio Grande do Norte. Várias queijarias já reduziram a produção por falta de matéria-prima. Em alguns casos, a queda chega a quase 80%, comprometendo o faturamento das empresas e ameaçando as finanças. Com a redução da oferta, o preço do leite in natura também subiu em torno de 40%, passando de R$ 0,85 para R$ 1,20. Em alguns casos, é preciso pagar R$ 1,40 por um litro de leite in natura na porteira. Em decorrência disso, os queijos já estão custando 30% a mais nas prateleiras.
    Para evitar demissões de trabalhadores, algumas queijarias estão concedendo férias a parte dos funcionários ou reduzido o horário de expediente. Esta foi a alternativa encontrada por Alane Kaline Fernandes de Araújo, uma das diretoras da Queijaria Dona Gertrudes, há 30 anos no mercado, para não demitir os funcionários, em Caicó. Em poucos meses, ela viu a produção cair 56,6%, passando de 300 quilos para 130 quilos por dia.