• Últimas Notícias

    sábado, 15 de dezembro de 2012

    PM ATINGE FILHO ACIDENTALMENTE AO DEIXAR ARMA CAIR EM PATOS


    Um cabo da Polícia Militar da Paraíba atingiu acidentalmente o filho de dois anos, ao deixar a arma cair no chão. Segundo o relato feito à polícia, ele estava saindo para trabalhar, quando se abaixou para se despedir do filho. A arma caiu do coldre e disparou sozinha, atingindo a criança na região do abdômen.

    Segundo a polícia, o menino foi encaminhado para o Hospital Infantil de Patos, onde passou por cirurgia e está bem. Ele continua em observação na unidade hospitalar.

    O comandante direto do cabo fará um relatório do fato para encaminhar à delegacia local. Em seguida, o caso será encaminhado para a corregedoria, onde será instaurado o procedimento administrativo que investigará o fato. 

    Cledson Medeiros

    VÁRZEA-RN. Vereador morre após acidente de trânsito


    O vereador José Valmir Avelino, residente em Várzea, no agreste potiguar, foi vítima na manhã deste sábado (15) de um acidente em um trecho da RN-003, entre Santo Antônio e Várzea.

    O vereador conduzia o veículo Pálio, de cor cinza, placas LCT -2514-RN, quando perdeu o controle do veículo e capotou. A vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

    Por Júnior Campos
    com 8º BPM-RN

    Justiça Eleitoral suspende diplomação de Irmã Lúcia


    A Justiça Eleitoral suspendeu a diplomação da prefeita eleita de Serra do Mel, Irmã Lúcia (PMDB), devido a insegurança do pleito transcorrido em outubro último. A decisão do juiz Pedro Cordeio, titular da 34ª Zona Eleitoral, foi divulgada nesta sexta-feira (14).
    Na decisão, o juiz deu prazo até o dia 1º de janeiro para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) definir se a Irmã Lúcia deve ser diplomado e empossada. Caso contrário, o presidente da Câmara Municipal assumirá a Prefeitura para convocar novas eleições.
    O impasse jurídico-eleitoral surgiu quando a Justiça Eleitoral negou registro de candidatura a Manoel Cândido, do PT, que foi o eleito pelo voto. Ele obteve 50,9% dos votos, enquanto a segunda colocada, Irmão Lúcia, alcançou 47%. Com base na legislação eleitoral, a justiça não poderia diplomar um candidato que não tenha obtido mais de 50% dos votos.
    Defato

    Homem é morto em praça pública com tiros na cabeça

    Um homem foi morto a tiros em plena praça do Centro de Extremoz, região metropolitana de Natal. O fato ocorreu por volta das 22h desta sexta-feira (14). Jonas Pereira de Brito, 31 anos, foi assassinado com vários tiros na cabeça.

    De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, dois jovens em um carro ainda não identificado se aproximaram da vítima, que estava na praça, e atiraram várias vezes, atingindo Jonas.
    Os suspeitos deixaram o local e não foram localizados. O corpo de Jonas Brito foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) e aguarda liberação dos familiares.
    Suspeita-se que Jonas Brito tinha envolvimento com o tráfico de drogas, o que pode ter motivado seu assassinato, informou a PM.

    Blog do BG

    Vereador eleito poderá não assumir cadeira na Câmara


    O vereador eleito pelo município de Rio do Fogo , município distante 80 quilômetros de Natal, Francisco Silvanei dos Santos, o Francisco do Peixe (PMDB), poderá não assumir a cadeira ganha na última eleição municipal,em face da sua participação na clonagem de cartões de créditos. 
    Conversas nesse sentido tomam conta das ruas daquela bela praia do litoral norte. Segundo velhas raposas daquele prospero município, Francisco Silvanei infringiu o estatuto interno do parlamento municipal como também a lei orgânica do município. 
    Segundo um municipe riodofoguense, o primeiro suplente da coligação já está procurando meios legais para pedir na justiça o direito de assumir a cadeira conquistada por Silvanei.
    João André

    Vereador tem recurso contra sua diplomação negado

    Ver. Dedé Mendonça
    Na data de ontem, o Juiz da 15 Zona Eleitoral que compreende a cidade de  São José do Campestre/RN, decidiu pelo arquivamento da ação interposta pelo Partido Humanista da Solidariedade-PHS, no intuito de impedir a diplomação do Vereador José André de Mendonça, conhecido por Dedé Mendonça.

    O Juiz Flávio Ricardo Pires de Amorim em sua decisão alega que este não seria o momento oportuno para manejar este tipo de ação, estando vazio o objeto de pedir. 

    Alega ainda que o arquivamento se dá em razão de que o Recurso Contra Expedição de Diploma apenas pode ser demandado após a diplomação do eleito, ou seja, até três dias após a diplomação, conforme determina o Código Eleitoral.

    Dedé Mendonça já está em seu terceiro mandato de vereador e em 2008 assumiu interinamente o comando do poder executivo, por ser há época o Presidente da Câmara Municipal.

    Quanto ao PHS, este provavelmente manejou a ação para impedir a diplomação do vereador no afã de ser decretada a nulidade dos seus votos e ser feita uma nova contagem pelo coeficiente eleitoral, baseado em uma condenação sofrida pelo vereador aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado-TCE/RN.

    Fonte: Campestre Cidadão