• Últimas Notícias

    domingo, 14 de outubro de 2012

    Ônibus com romeiros de São Gonçalo do Amarante capota e mata cinco pessoas

    Cinco pessoas da mesma família morreram em um acidente com um ônibus de turismo, por volta das 5h15 deste domingo (14) no quilômetro 03 da BR 101, no município de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas fatais foram três mulheres, um homem e uma criança. Outros 15 fiéis ficaram feridos. O coletivo, que transportava 50 romeiros de Natal para o Recife, virou na rodovia.

    Segundo um dos sobreviventes do acidente, José Gaudêncio, 14 pessoas da sua família estavam no ônibus, de placa MYP-0194, do Rio Grande do Norte. O motorista, que não era o condutor do coletivo, perdeu a sua esposa, sogra e outros parentes. Ele ainda informou que os fiéis iriam visitar o Santuário de Mãe Rainha, em Olinda, e a capela de Frei Damião, no Recife. No entanto, a PRF informou que os romeiros iriam para o Santuário de São Severino dos Ramos, em Paudalho.

    As primeiras informações são de que veículo transitava na rodovia numa velocidade de 80km/h, quando o permitido seria 60km/h. Com a pista molhada, por causa da chuva, o motorista teria perdido o controle do ônibus. De acordo com a PRF, o veículo atingiu um objeto fixo – que pode ter sido um guar-rail ou barreira – e acabou virando na rodovia.

    Morreram no acidente, a esposa, a sogra e o cunhado de José Gaudêncio, Aída dos Santos Conceição, 43 anos, Isabel dos Santos Conceição, 73 anos, e Magno Heiber Santos da Conceição, 59 anos.

    As outras duas vítimas fatais são a neta e a bisneta de Isabel, a jovem Ana Aída Tomaz,19 anos, e a menina Clara Beatriz dos Santos Gomes, 7 anos. Os cinco corpos foram retirados do local do acidente por uma funerária que possui contrato com a Prefeitura de Goiana e levados para a capela do cemitério da cidade.

    Macaíba: Candidato cancela festa da vitória temendo ameaça de morte

    Segundo informações de correligionários, o médico Fernando Cunha Lima Bezerra, do PMN, eleito para exercer o cargo de prefeito do município de Macaíba (Grande Natal) no quadriênio 2013/2016, cancelou a carreata que comemoraria os 18.920 votos obtidos nas urnas no último domingo, dia 7, programada para ocorrer neste domingo, 14, por motivo de uma ameaça de morte recebida após sua vitória. 
    Não se sabe, ainda, o autor da ameaça. Alguns populares da terra de Augusto Severo ainda agem primitivamente: não se conformam com a derrota e não respeitam a democracia!
    Fonte: blog Churrasco do poeta

    UFC Rio 3: vaias para Galvão Bueno na arena e na Globo

    A noite do UFC Rio 3 começou às 20 horas deste sábado, mas a grande maioria do público aguardava mesmo era pelo que viria depois da meia-noite. Cada vez que Rodrigo Minotauro e Anderson Silva apareciam nos telões, fazendo seu aquecimento nos bastidores, a torcida ovacionava os ídolos. Não foi diferente, portanto, quando dois dos maiores ídolos do esporte adentraram o octógono. Durante as lutas, porém, houve uma pausa. Uma não, várias. Assim que a transmissão da Rede Globo começou, às 0h40, o público em peso se dedicou a vaiar e xingar o locutor Galvão Bueno - mesmo enquanto Anderson e Minotauro estavam em ação.
    As luzes do camarote onde estavam o narrador e Júnior Cigano - convidado para comentar as lutas e explicar os golpes - se acenderam indicando que a transmissão havia começado. Imediatamente depois, veio o primeiro coro: "Ei, Galvão, vai...". O grito se repetiu ao longo das duas principais lutas da noite, intercalado por muitas vaias. Os coros com xingamentos vazaram para o áudio da transmissão - desta vez, ao vivo "de verdade" pela Globo, como o próprio Galvão fez questão de dizer durante exibição das lutas (em que o narrador também errou ao dizer que Anderson nasceu em Curitiba). As vaias a Galvão tornaram-se um dos assuntos mais comentados das redes sociais.
    Fonte: Veja

    Prefeito Zequinha fala de sua derrota em programa de rádio e chama bicudos de vândalos

    O prefeito Zequinha Borges e os vereadores de sua base aliada compareceram no final da manhã de hoje, domingo 14, na Rádio Serrana de Araruna para fazerem juntos um balanço geral e traçar uma radiografia para esses próximos quatro anos. O Vereador Fernando Cruz, intitulado o pé de fórum agradeceu seus votos e como sempre deixou uma de suas fofocas favoritas no ar quanto à possibilidade da prefeita eleita em assumir ou não o cargo, Fernando já se tornou um referencial nessa postura de plantar dúvidas aos menos esclarecidos. O vereador Neném Borges foi mais contido e coerente quanto as suas declarações, reconhecendo que a prefeita eleita Sione haverá de governar nesses quatro anos disse que a sua administração terá uma oposição que lhe cobrará as promessas de campanha caso não sejam cumpridas, na sequencia falou o vereador recém eleito Xixico Cardoso que frisou jamais deixar o PMDB, isso porque os boatos eram de que o mesmo poderia pular de partido como noutros tempos. Xixico retorna ao legislativo após anos de ausência daquela casa aonde chegou a ser presidente da CM. Já a vereadora do PT Márcia Nelo que foi eleita pela primeira vez e chega como caloura, terá que conhecer o mundo e submundo da política para se firmar, já que entra no esquema com uma certa desconfiança por ter boa parte de seus votos ligados a prefeita eleita. Por fim falou o prefeito Zequinha Borges, reconhecendo sua derrota, chamando os bicudos de Campestre de desordeiros e vândalos por depredarem o patrimônio publico.  Zequinha disse ser vítima de perseguição e creditou às traíras citando a sua atual vice-prefeita como fonte principal de sua derrota nas urnas nos momentos finais da campanha. O prefeito ainda disse não aceitar provocações e que não levaria desaforo pra casa. Se alguém puxar um pouco pela memória lembrará que esse blogueiro já previa desde o início do ano que nenhum dos médicos o apoiaria e por várias vezes todos tentaram me desmentir forjando encontros que foram publicados por blogs ligados ao prefeito.

    Para recordação de todos seguem os links.

    PQP: Henrique Alves impede apoio de Dilma e Lula a decisão do PT em apoiar Carlos Eduardo em Natal

    Conforme publicado no Estado de São Paulo de que “A campanha em Natal terá a neutralidade de Dilma e de Lula", reflete que todo o PT está nas mãos dos carcarás sanguenolentos do PMDB. "Nós agradecemos muito esse gesto”, dito pelo deputado Henrique Eduardo Alves, presidente do PMDB-RN e líder do partido na Câmara. Podemos deduzir que o governo do PT tá manobrado pela bunda como motor de canoa. Isso porque em fevereiro, Henrique Alves assumirá presidência da Câmara. E o comando do Senado pode voltar às mãos de Renan Calheiros (PMDB-AL), outro corrupto que renunciou ao cargo, em 2007, acuado por uma série de denúncias. De fato quem manda nessa P.... é o PMDB.

    STF já discute quando réus do mensalão serão mandados à prisão

    Na reta final do julgamento do mensalão, os ministros do Supremo Tribunal Federal começam a discutir o momento em que réus condenados serão mandados à prisão.
    A tendência, segundo a Folha apurou, é que não prevaleça o pedido do Ministério Público de prisão imediata.
    Até agora, já foram condenados 25 dos 37 réus pelos crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, gestão fraudulenta, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.
    Entre os que foram considerados culpados estão o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil), o ex-presidente do PT José Genoino, o empresário Marcos Valério e a dona do Banco Rural, Kátia Rabello.
    O STF entendeu que todos, de alguma forma, participaram do esquema de desvio de recursos públicos para comprar o apoio político de parlamentares nos primeiros anos do governo Lula.
    Ao final do julgamento, que ainda tem pela frente três capítulos, os ministros estabelecerão a dosimetria (o tamanho) das penas. Ainda não é possível saber que réus irão efetivamente para a prisão. Pelo Código Penal, o regime é inicialmente fechado para penas a partir de oito anos.
    Com o fim dos capítulos, os ministros terão de definir quando essas punições começarão a serem executadas.
    Há três opções: imediatamente após a sentença, independentemente da publicação da decisão (acórdão) e respectivos recursos (embargos de declaração); quando o acórdão for publicado; ou somente após a análise de todos os recursos propostos. Fonte: Folha

    ISSO É BRASIL: Preso federal custa mais que o dobro que um universitário

    Preso federal custa mais que o dobro que um universitárioO custo de um preso em uma penitenciária federal supera em até 120% o valor médio de um aluno do ensino superior público no Brasil, segundo levantamento com base em informações do Depen (Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça) e do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, no levantamento Investimentos por Aluno por Nível de Ensino- Valores Nominais). 
    O preso federal custa R$ 3.312 por mês, enquanto um aluno de uma faculdade pública requer, em média, R$ 1.498 para ser mantido no mesmo período. Para o jurista Luiz Flávio Gomes, essa discrepância aponta um problema estrutural. 

    — [A diferença nos valores] reflete o erro histórico do nosso País, que adota políticas repressivas no lugar de políticas de prevenção da violência. A mentalidade brasileira é repressiva. A população é iludida com esta sensação de segurança.

    O professor da USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto José Marcelino de Rezende Pinto também acredita que o investimento é feito da maneira errada. 
    — É uma total inversão de prioridades. Uma educação de baixa qualidade obviamente deixa o jovem sem horizonte, despreparado. O jovem não vê alternativa. Aí, de outro lado, você tem um apelo muito forte com a questão das drogas.

    Vale lembrar que o sistema penitenciário federal tem algumas particularidades em relação aos presídios estaduais, como maior segurança e celas completamente individuais. O tipo de construção, quantidade e treinamento diferenciado dos funcionários também interferem nesse processo. 
    Além do custo do preso federal, o Depen tem também uma estimativa de que o preso estadual custa R$ 1.800, valor que varia de acordo com a unidade e o Estado. Ainda assim, o custo do preso estadual é maior que o gasto com o universitário. 

    Gomes explica que nem penas menores nem punições menos severas resolveriam o problema. Uma solução, segundo ele, seria o Estado pensar e colocar em prática uma política da prevenção da violência. 

    — O povo continua cada vez menos preparado para a vida e para a competitividade. O brasileiro é pouco competitivo por falta de educação. No lugar de construir presídios, nós tínhamos de construir escolas. 

    O Brasil terminou 2011 com 514.582 presos, o que significa dizer que há 269,79 detidos para cada 100 mil habitantes. 

    O professor José Marcelino também relembra que há um apelo muito negativo nesta troca de valores. 

    — É o barato que sai caro. Você economiza naquilo que de fato você sabe que dá resultado, que é a educação, e aí gasta naquilo que você sabe que não dá resultado, que é pôr as pessoas na cadeia. 

    O levantamento feito pelo Inep não leva em conta gastos como reformas e aposentadorias, que, neste caso, caberia à Previdência. Se esses custos fossem considerados, poderiam perder o caráter de investimento direto, uma vez que o funcionalismo e as estruturas das secretarias de ensino não necessariamente refletem no valor de cada aluno.