• Últimas Notícias

    quarta-feira, 29 de agosto de 2012

    Governo prorroga redução de IPI para geladeira e fogão

    Com já esperado pelo segmento empresarial, o ministro da Fazenda, Guido Mantega (foto destaque), anunciou nesta quarta-feira (29) a prorrogação da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados ) para vários setores, entre elas a linha branca e os automóveis. 
    Vale lembrar que, tal  benefício começaria a vencer na próxima sexta (31).
    Para carros, onde a renúncia fiscal é maior, o desconto foi mantido por mais dois meses, até outubro. A previsão inicial é de que o desconto no impostos para carros e eletrodomésticos valeria só até essa sexta-feira. O IPI reduzido para móveis expiraria em setembro.
    Nos casos de material de construção e bens de capital (máquinas e equipamentos), o fim do IPI reduzido foi adiado de dezembro deste ano para dezembro de 2013. Para material de construção, quatro novos produtos (piso laminado, piso de madeira sólida, piso vinílico e drywall) tiveram o imposto reduzido de 5% para zero.
    "Estamos dando esse estímulo porque essa é a época em que as empresas decidem aumentar seus estoques visando o Natal", disse Mantega.
    "Nós obtivemos um resultado muito bom com a redução do IPI para linha branca, automóveis, moveis, etc", acrescentou.
    As medidas vão implicar em uma arrecadação de menos R$ 5,5 bilhões até 2013, informou o ministro.

    Os novos prazos de vigência do refresco tributário variam conforme o produto.  No caso dos automóveis, o benefício vai vigorar até 31 de outubro. Para os eletromésticos, até 31 de dezembro. Aqui, mais detalhes.

     
    Photobucket

    Santa Cruz/RN: Assalto, perseguição e tiroteio deixa um bandido morto

    
    Bandido morto
     No final da tarde desta quarta-feira (29) dois elementos de alta periculosidade assaltaram por volta das 17:00 hrs um supermercado no bairro do Paraíso em Santa Cruz, na fuga dos bandidos em uma moto honda de cor vermelha de placa MYJ 7386  de Currais Novos, se depararam com uma guarnição da PM que estava em operação fazendo uma barreira policial entre Santa Cruz e São Bento do Trairi, tão logo a guarnição foi comunicada do assalto começou então uma perseguição policial com troca de tiros onde um dos assantantes caiu morto e o outro conseguiu fugir a pé pelo mato, segundo informações prestadas pela PM ao Blog O Paralelo, dentro de poucos instantes poderá haver a captura do outro assaltante, sabendo-se porém que o assaltante morto é conhecido pelo nome de Paulo Luciano Gomes da Silva, o corpo está no local a espera do Itep. Com informações obtidas através do PM Dinarte da Cia de Polícia de Santa Cruz.
    Segundo informações a moto que está em poder da PM de Santa Cruz foi furtada na última segunda feira (27) na cidade de Currais Novos e o principal suspeito seria um viciado em Crack residente naquela cidade de nome Magnus Silva Santos de 28 anos, o mesmo tinha sido detido naquela cidade no último dia 15/08, suspeito de furtar um celular.
    O nome do outro assaltante que acabou sendo preso momentos depois foi José Edilson Fernandes Confessor, conhecido como Gagá. Porém uma ligação para o 190, dava informações acerca do paradeiro de Gagá. Segundo o Capitão Moura, comandante da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar de Santa Cruz e que comandou a operação, a denúncia apontava para a chegada do acusado na residência de um irmão. Quando os policiais chegaram ao ponto indicado pela denúncia, o irmão dele negou e ao adentrarem na casa, ele foi encontrado e levado à 9ª DRP juntamente com o irmão a PM encontrou dentro da casa onde ele estava escondido a importância de R$ 5.741,00, vários cartões do Bolsa Família e de bancos, as tocas ninjas  - usadas para esconder os rostos durante os assaltos.


    Fotografia: André Fotos
    Reportagem: O Paralelo
    

    Serra de São Bento: Vereador Marcos Faustino em busca de mais uma reeleição

    Vereador Marcos Faustino de Serra de São Bento continua sua caminhada em todas as zonas rural do município em busca de sua reeleição ao lado do candidato a prefeito Emanuel 55 e vice Vandervaldo. Marcos Faustino tem encontrado o apoio dos seus eleitores que sempre acreditaram em seu trabalho na Câmara Municipal, "ele já fêz e vai fazer muito mais". - disse uma de suas eleitoras.

    TRE nega pedido de registro de candidatura para prefeitáveis de Canguaretama, Triunfo Potiguar e Galinhos

    O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte negou o pedido de registro de candidatura dos prefeitáveis de Triunfo Potiguar, Canguaretama e Galinhos. A acusação que recai sobre eles é a lei da “Ficha Limpa”, que prevê a inelegibilidade dos condenados em segunda instância.
    Estão impugnados os candidatos Jurandir Marinho (PSD), de Canguaretama; Antonio Estevam (DEM), de Triunfo Potiguar, e Ricardo Santana de Araújo (PP), de Galinhos. Por Panorama Político

    Campestre/RN: Bacuraus desafiam a justiça eleitoral e fazem passeata na noite de segunda

    Descumprindo um acordo com a justiça eleitoral, centenas de Bacuraus invadiram as ruas de São José do Campestre, desafiando assim o poder judiciário e o MP Eleitoral em plena noite de segunda feira (27). E aí, alguem vai se manifestar, haverá uma punição ou ficará como está. Afinal como a própria letra de uma música diz: "O bacurau é quem manda aqui". Afrontar a justiça eleitoral em plena campanha eleitoral e passivel de multa como punição, ou será que em Campestre é diferente! Veja o vídeo abaixo.

    Tangará RN: Candidato a prefeito Gija e vice Tiago tem candidaturas indeferidas pelo TRE


    Prevaleceu o recurso impetrado pela coligação da candidata Miriam, que argumentou o fato do candidato Tiago não poder disputar a vice-prefeitura, já que o pai dele, Erociano, é o atual vice-prefeito, estando no segundo mandato.
    Com isso, a chapa de Gija está completamente impugnada, tanto o prefeitável quanto o vice. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral
    O ex-prefeito de Tangará Giovannu César, conhecido como Gija, que teve o registro de candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral, recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral.
    Na primeira instância e no TRE prosperaram a tese de que o político não poderia ser candidato por ter sido condenado pelos Tribunais de Contas do Estado e da União.